Notícias Placares ao vivo
Corinthians

Corinthians promete pagamento em dia antes da final e acertar logo salários atrasados

16:52 BRT 04/08/2020
Corinthians Mirassol Paulista 02 08 2020
Salários de julho estão programados para cair na conta no dia da decisão do Paulista; clube tenta quitar atrasados ainda neste mês

O Corinthians quer usar todo o estímulo possível para o seu elenco na final do Campeonato Paulista, contra o Palmeiras, a partir das 21h30 desta quarta-feira, na Arena em Itaquera. Para assegurar isso, o Timão se movimenta para honrar os pagamentos de julho, agendados para o mesmo dia da primeira final, e tenta quitar ao menos parte dos vencimentos atrasados.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN com um mês grátis!

O pagamento no dia 5 é praxe, mas vem sofrendo atrasos por causa da pandemia. Como o time voltou a atuar, recebendo receitas pontuais de patrocinadores e TV, além de aumentar o fluxo de caixa com a negociação de jogadores, há confiança de que isso se normalizará a partir deste mês.

Além de pagar a folha cheia do  mês de agosto, na casa dos R$ 11 milhões, o Timão ainda tem a pagar R$ 8,5 milhões referentes a junho ainda com a redução salarial de 25% por causa da pandemia, e uma folha cheia referente a março – também na casa dos R$ 11 milhões. 

Há consenso na diretoria que só será possível zerar as pendências quando o clube conseguir receber os R$ 120 milhões referentes à venda de Pedrinho. O meia, que se apresenta até o fim do mês ao Benfica, renderá 70% deste valor ao clube. O restante será repassado, de maneira parcelada, ao seu representante. 

Enquanto isso não acontece, o Corinthians fechou novos acordos de patrocínio anual, como a renovação com os Postos Ale, na barra inferior da camisa, o Serasa, na omoplata, e o Galera Group, especializado em apostas esportivas, que ainda espera o lançamento da sua plataforma digital para expor a marca na camisa.

Além disso, o time lucrou com anúncios pontuais da Riachuelo na camisa e com a cessão de direitos do zagueiro Pedro Henrique ao Athletico. O defensor rendeu cerca de R$ 10 milhões ao Timão.