Notícias Placares ao vivo
La Liga

Barcelona abre portas: Valverde não conta com oito jogadores

23:00 BRT 15/06/2017
Arda Turan Barcelona
Nenhum atleta que foi emprestado convenceu que pode ter uma chance com o técnico Ernesto Valverde. Atletas devem deixar Camp Nou em breve

Em sua luta particular para ter um plantel mais equilibrado que na temporada passada, o Barcelona não poderá se apoiar na evolução de nenhum dos jogadores que ficaram emprestados a outras equipes. De fato, as duas baixas do verão passado que melhor funcionaram neste último ano foram embora livres de contrato: Daniel Alves (Juventus) e Sandro (Málaga).


(Foto: Getty Images)

O grande papel dos jogadores contrasta com a pouca participação de Samper no Granada, as lesões de Vermaelen na Roma, a irregularidade de Munir no Valencia, o descenso de Douglas no Sporting Gijón e os problemas de posição de Tello na Fiorentina. Os técnicos analisam cada caso em separado.

De todos eles, Samper e Munir são os únicos que ainda têm opções de conseguir um lugar no plantel do time catalão, ainda que não seja para a próxima temporada. A intenção com o meio-campista é que tenha minutos em um time de La Liga.


(Foto: Getty Images)

Por outro lado, com Munir, o clube dá por feito que o Valencia não pagará os 12 milhões de euros exigidos para adquiri-lo. A solução é uma cessão ou uma venda com opção de recompra.

As situações de Vermaelen e Douglas já estão definidas. Ambos não permanecerão no Camp Nou. O defensor belga poderia rescindir neste verão apesar de ter contrato até 2019, enquanto o lateral brasileiro quer seguir jogando na Europa para obter a dupla cidadania.

Cristiano Tello está abaixo da dupla. Com contrato até 2018, ele tem mercado o suficiente para deixar o Barcelona. Por menos de 10 milhões de euros, é possível contratá-lo.


(Foto: Getty Images)

A compreensão com Tello dependerá do que deixem as vendas de Arda Turan e Jérémy Mathieu. Pelo francês não se esperam grandes somas. Contudo, pelo turco, o Barça pretende recuperar parte do investimento feito há dois anos para contratá-lo junto ao Atlético de Madrid.

Como se não fosse bastante, os catalães não descartam abrir as portas para Rafinha, dos últimos cedidos que voltaram para ter lugar no primeiro time (2014). O brasileiro quer jogar a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, e na Espanha, não tem minutos assegurados.


(Foto: Getty Images)

VEJA TAMBÉM: