Notícias Placares ao vivo
Paris Saint Germain

Xeque do Qatar, dono do PSG, não quer vender Neymar; negociações são 'teatro', diz Le Monde

11:09 BRT 26/08/2019
Neymar PSG
Jornal francês assegura que os políticos do país do Oriente Médio não querem manchar sua reputação vendendo o jogador

O PSG se tornou um clube-estado. As decisões do dia-a-dia são tomadas pelos executivos em Paris, mas as mais importantes para o clube passam pelos governantes do Qatar, donos do fundo que controla o PSG. Diferentemente dos outros times europeus, as ordens dadas ao PSG têm relevância também na geopolítica. Quando o fundo qatari comprou Neymar foi, também, uma forma de fazer publicidade. Assim, deixá-lo sair do clube também seria uma forma de expôr o país, desta vez negativamente. Por isso, segundo o Le Monde, os governantes qataris não querem vender Neymar.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

O jornal francês assegura que o emir do Qatar, Tamim Ben Hamad Al Thani, não tem intenção alguma em vender o brasileiro. Ainda segundo o Le Monde, ele já teria comunicado isso ao presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi, e ao diretor esportivo, Leonardo.

O diário vai além e diz que as negociações ao longo das últimas semanas não passam de um teatro. O clube sabe que o jogador quer sair e por isso lida com o interesse de vários clubes, principalmente Barcelona e Real Madrid. No entanto, o que o PSG pede ainda está muito acima do que ambos ofereceram. Enquanto nada se define, Thomas Tuchel segue sem poder contar com Neymar.

A publicação afirma que o PSG quer se mostrar para o mundo como um clube grande e para isso não quer aceitar os caprichos de um jogador, por mais midiático que ele seja. O Le Monde escreve também que, para os franceses, deixar Neymar sair estraga o objetivo de querer colocar-se no topo dos times do mundo. E ser um "lugar de passagem” enfraquece essa ideia.

E também há as consequências esportivas, já que uma possível saída de Neymar faria com que o PSG perdesse muito do seu poder ofensivo. Tê-lo no elenco seria positivo para a equipe, mesmo contra a vontade do brasileiro.

Thomas Tuchel não sabe se pode escalar Neymar

Embora o emir do Qatar tenha avisado a diretoria do PSG que Neymar não será vendido, aparentemente o treinador da equipe não foi avisado de nada. Neymar não fez parte da pré-temporada do PSG, muito por conta de uma lesão que o tirou da Copa América (ironicamente, em um amistoso contra o Qatar). Já recuperado, ele não foi relacionado por Tuchel para os dois primeiros jogos da Ligue 1.

Na entrevista coletiva após a vitória contra o Toulouse por 4 a 0, o alemão não soube responder se terá o camisa 10 a sua disposição na terceira rodada: "Se veremos ele [Neymar] contra o Metz na próxima partida? Não é minha decisão". Vale lembrar que Edinson Cavani e Kylian Mbappé também estão fora, ambos por lesão.