"Tivemos que ensinar Cristiano Ronaldo a jogar em equipe", diz auxiliar técnico do United

Nani Anderson Cristiano Ronaldo Manchester United
Getty
Mike Phelan, que trabalhou com Alex Ferguson e hoje é assistente de Solskjaer, relembrou passagem do craque por Old Trafford

Mike Phelan, ex-auxiliar de Alex Ferguson no Manchester United, disse que sua comissão técnica teve um papel importante para que Cristiano Ronaldo se tornasse um dos melhores jogadores do mundo.

Atualmente na Juventus, o craque português desembarcou em Old Trafford quando tinha apenas 18 anos, após ser contratado do Sporting.

"Tivemos que tentar fazer Cristiano ser um jogador de equipe e ele conseguiu. No final, ele conseguiu. Houve certas coisas que fizemos em treinamentos que o levaram a fazer coisas que não queria", afirmou Phelan, que retornou ao United e hoje é assistente de Ole Gunnar Solskjaer, ao canal de Youtube Coaching Manual

"Especialmente quando ele alcançou o sucesso e depois que partiu para o Real Madrid, víamos nos jogos dele coisas que definitivamente ele aprendeu no Manchester United. E ele traduzia isso de forma cada vez mais próxima à excelência, o que é importante e nos deixa satisfeitos", completou.

Phelan ainda comparou CR7 a uma "esponja" e disse que ele queria sempre "sugar" conselhos e orientações da comissão técnica, o que era desafiador. Mas o assistente nega que ele ou outra pessoa no United possa dizer que "criou" o atacante português.

Mais artigos abaixo

"Não pretendo dizer que sou um dos criadores de Cristiano Ronaldo. Muitas pessoas o influenciaram. Mas a maior influência tem sido ele mesmo. Sua carreira tem sido fantástica", concluiu.

Ronaldo defendeu o United entre 2003 e 2009. Foram 292 jogos e 118 gols pela equipe inglesa. Ele conquistou três vezes a Premier League, uma Champions League e um Mundial de Clubes, dentre outros títulos. Foi lá também que ganhou a primeira das cinco Bolas de Ouro, pelo seu desempenho em 2008. 

Fechar