Notícias Placares ao vivo
Botafogo

Sul-Americana: Botafogo já estreia precisando dar resposta

10:23 BRST 06/02/2019
Erik Botafogo Carioca 06 02 2019
O Glorioso vive um momento absolutamente oposto ao Defensa y Justicia, adversário nesta primeira fase

Em meio a um calendário apertado e que não dá espaço para uma pré-temporada perfeita, a primeira meta para um dos quatro grandes times do Rio de Janeiro é se classificar para a semifinal da Taça Guanabara – independente do formato da competição. O Botafogo não só fracassou nesta missão, como fez um de seus piores inícios em décadas.

Foram três derrotas e um empate nas quatro primeiras rodadas, tirando do Glorioso qualquer chance de avançar no primeiro turno do estadual. A vitória por 3 a 0 sobre o Boavista, no último domingo (03), aliviou um pouco o clima pesado em meio às cobranças da torcida por resultados melhores. E exatamente depois de ter garantido os seus primeiros três pontos do ano que o Botafogo agora segue para a segunda meta da temporada: avançar nas copas que disputa - torneios muito mais importantes do que o estadual.

Para isso, precisa conseguir um bom resultado no jogo de ida da Copa Sul-Americana antes de entrar em campo para o jogo único da Copa do Brasil.

O sorteio sul-americanocolocou a equipe treinada por Zé Ricardo frente ao Defensa y Justicia. Embora não tenha a mesma tradição e peso histórico do clube carioca, o time argentino vive um momento muito melhor: é o único invicto na Superliga Argentina na qual ocupa a vice-liderança. A equipe treinada por Sebastián Beccacece – que atua costumeiramente em um 4-3-3 - gosta de jogar com o máximo de posse possível e costuma ser direta na hora de atacar. Dentre os maiores destaques, está o meio-campista Matías Rojas: foram sete gols e duas assistências no certame nacional.

Também montado sob a estrutura de um 4-3-3, com variações para 4-1-4-1, o Botafogo ainda encontra dificuldades nas transições, não se mostra compacto e sofre para marcar gols. Nesta quarta-feira (06), dificilmente contará com Leo Valencia, principal criador de chances ofensivas para o time na temporada passada. O chileno se recupera de lesão e a responsabilidade recai sobre Luiz Fernando, muito mais um externo, e na esperança de que Erik possa resolver em alguma jogada individual. Ainda é muito pouco.

Se o início deste Botafogo, ainda mais limitado em relação a 2018, não é nada bom, a chance de retomada pode começar a ser escrita a partir desta quarta-feira, na partida marcada para às 21h30 no estádio Nilton Santos e que terá transmissão AO VIVO e DE GRAÇA nas redes sociais do DAZN e aqui na Goal Brasil.

Se avançar após o somatório das duas partidas (a de volta será daqui a duas semanas), o time treinado por Zé Ricardo pode encontrar a confiança necessária para começar uma evolução. Caso contrário, o clube pode se ver em meio a uma crise por resultados ruins que podem reforçar ainda mais o status de ‘equipe para fugir de rebaixamento’ no Brasileirão. Será mais um teste para saber o quão confiável é esta versão 2019 do Clube da Estrela Solitária.