Solskjaer vai ser demitido do Manchester United após derrota para Liverpool?

Getty Images

Ole Gunnar Solskjaer reconheceu que o Manchester United está no "fundo do poço" após a derrota por 5 a 0 para o Liverpool. Porém o norueguês diz que ele e sua equipe "chegaram longe demais como um grupo" para jogar a toalha.

O "hat-trick" de Mohamed Salah, juntamente com os gols de Naby Keita e Diogo Jota e um cartão vermelho para Paul Pogba, constituíram um jogo inesquecível para os Red Devils frente aos seus rivais em Old Trafford.

Mas, embora as perspectivas do United de uma improvável disputa pelo título estejam em sérios problemas, Solskjaer ainda acredita que ele é o homem certo para o cargo - mesmo que não tenha ilusões de que sua equipe está em uma situação particularmente ruim.

Mais artigos abaixo

O que foi dito?

"Não é fácil dizer algo além de que é o dia mais sombrio que já tive liderando esses jogadores", disse o técnico à Sky Sports após o apito final. "Não fomos bons o suficiente individualmente e como equipe, [não] podemos dar a uma equipe como o Liverpool essas chances, mas infelizmente demos. [A responsabilidade] é minha, é isso. A comissão técnica é muito, muito boa, brilhante. Escolho a forma como abordamos o jogo, não fomos clínicos o suficiente e demos muitos espaços e quando damos espaço aos bons jogadores, eles marcam".

"Eu sei que esses meninos são capazes disso. Você pode olhar para a temporada passada, perdemos para o Spurs por 6 a 1. Isso é pior, muito pior. Isso é muito pior para mim como um garoto de Manchester. Eu só tenho que dizer que temos que superar isso o mais rápido possível", acrescentou.

Questionado se ainda é o homem certo para levar o clube à frente, Solskjaer respondeu: "Cheguei longe demais, fomos longe demais como um grupo. Estamos muito perto para desistir agora. Vai ser difícil. Os jogadores ficarão mal, mas há muitos personagens lá. Sabemos que estamos no fundo do poço, não podemos nos sentir pior do que isso. Vamos ver aonde vamos levar isso".