São Paulo se despede da Libertadores com um bom sinal. Agora falta convencer seu torcedor

Comentários()
Tricolor goleia o Binacional pela última rodada da Libertadores e se classifica para a Sul-Americana. Ainda assim, desconfiança paira sobre Diniz

Na noite desta terça-feira (20), o São Paulo venceu o Deportivo Binacional por 5 a 1. Como já chegou ao jogo eliminado da Libertadores, o resultado garantiu o clube paulista na sequência da Copa Sul-Americana. O time de Fernando Diniz mostrou bons pontos no jogo, mas que, dado o contexto, pouco anima o torcedor a respeito do restante da temporada.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

A partida foi recebida sem muita animação por parte da torcida são-paulina, que vê o encaminhamento de mais um ano sem títulos. Mesmo com o clube entre os quatro primeiros do Brasileirão, classificado para a 'Sula' e vivo na Copa do Brasil, o clima não é de otimismo.

Em jogo de golaços, o São Paulo anotou com Brenner, Pablo (2x), Arboleda e Vitor Bueno. Jean Deza descontou para os visitantes. O destaque da noite foi Pablo, que balançou a rede duas vezes, sendo uma dessas vezes com um voleio. O atacante são-paulino, que comemorou "tirando a zica", falou sobre o sentimento de não ter se classificado para a Libertadores.

Goal 50 Revelado: Os 50 Melhores Jogadores do Mundo

"Ruim. Não classificamos. Um clube como São Paulo não avançar na fase de grupos é vergonhoso. Estamos tristes, insatisfeitos. Mas seguimos. Temos Copa do Brasil, Brasileiro, Sul-Americana", declarou Pablo à Fox Sports.

Depois da eliminação precoce na fase de grupos da Libertadores, o time paulista tentará voltar a levantar um troféu pela Sul-Americana, último título conquistado pelo clube, em 2012.

Porém, para retomar o fôlego, o time de Diniz precisa considerar o contexto da goleada aplicada e não valorizar acima do devido. O Deportivo Binacional é um clube de pouca expressão no Peru. Para se ter uma ideia, dos 10 últimos jogos o Binacional perdeu oito e empatou dois. Nesses jogos fez oito gols e sofreu incríveis 30 tentos.

Apesar do gol dos peruanos, em nenhum momento o jogo esteve ameaçado para o São Paulo. Talvez pelo encaminhamento do resultado (ou talvez se dobrando às cornetas), Fernando Diniz não demorou tanto para substituir e fez com que os que entraram tivessem parte importante no jogo.

Mais artigos abaixo

Uma vitória contra o Binacional era tratada como uma obrigação, devido ao nível técnico do adversário e é exatamente isso que pode deixar o torcedor tricolor com a famosa "pulga atrás da orelha". O São Paulo sabe que quase não terá mais nenhum adversário do nível dessa equipe peruana e precisará estar ainda melhor para vencer jogos importantes e sonhar com um troféu que não vem há oito anos.

Uma boa parte da torcida ainda é crítica com Fernando Diniz e seus métodos, e é por isso que apenas os torcedores mais otimistas conseguirão olhar para essa goleada como um sinal de que algo promissor possa vir num curto espaço de tempo.

As boas notícias são que Brenner - ao melhor estilo centroavante - tem feito seus gols, Pablo voltou a marcar, Arboleda pode voltar a ter a confiança de Diniz e por aí vai. Mas a melhor notícia que o são-paulino espera e ainda vê com certa distância é a de que o São Paulo voltou a levantar uma taça. Será possível isso ainda em 2020?

Fechar