Notícias Placares ao vivo
Copa do Brasil

São Paulo e Ceni querem a Copa do Brasil - e aprendem que sonho exige sofrimento

22:08 BRT 14/10/2020
Fortaleza São Paulo Copa do Brasil 14102020
Jogo de maluco de placar bailarino mostra que as duas equipes que sonham com a conquista do título inédito devem sofrer para conseguir o objetivo

Quem esperava um jogo movimentado entre Fortaleza e São Paulo não se decepcionou. Ao final dos mais de 100 minutos de jogo o placar marcava o empate por 3 a 3, no Castelão, em uma ocasião que é sempre especial para o torcedor são-paulino, pois mais uma vez Rogério Ceni enfrentou o seu ex-clube. Tanto o Fortaleza (incluindo Ceni) e o São Paulo nunca conquistaram a Copa do Brasil e ambos sonham com ela, mas também já entenderam que, caso ela venha, não será sem sofrimento.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

O Tricolor paulista esteve atrás do placar em três oportunidades. David abriu o placar para os donos da casa. Poucos minutos depois, Brenner, que esteve em grande noite, empatou. O Leão do Pici voltou a estar na frente com gol de Tinga. Ainda no primeiro tempo, Luciano empatou a peleja.

Aos 15 minutos da segunda etapa o goleiro do Fortaleza, Felipe Alves foi expulso. Alguns minutos depois, Gabriel Dias colocou o o time cearense em vantagem mais uma vez, mesmo com um a menos. Já nos acréscimos do fim da partida, depois de mais uma expulsão do Fortaleza, Brenner apareceu mais uma vez e empatou, dando números finais ao duelo.

Foi a quarta vez que Rogério Ceni, como técnico, enfrentou o São Paulo, e até hoje nunca venceu. Foram três derrotas e um empate. Ceni ainda tem mais duas chances para conquistar um resultado positivo, pois ainda há o jogo da volta das oitavas de final da Copa do Brasil e mais um jogo pelo returno do Brasileirão.

A Copa do Brasil se tornou um torneio ainda mais desejado por conta da alta premiação ao campeão, que pode render cerca de R$ 72 milhões. Mas mesmo quando o pagamento nem era assim tão alto, Ceni já sonhava com a conquista do título, quando atuava pelo São Paulo.

Uma vez os dois chegaram perto. Rogério Ceni já defendia a baliza do São Paulo quando o clube chegou à sua única final da Copa do Brasil, em 2000, contra o Cruzeiro. O time paulista saiu na frente com gol de Marcelinho Paraíba, mas a Raposa buscou a virada e com gols de Fábio Júnior e Geovani, o time azul de Minas Gerais conquistou o seu terceiro troféu da competição.

O atípico ano de 2020 é mais uma chance que Ceni e São Paulo - agora em caminhos separados - têm para buscar a conquista do inédito caneco e da sedutora bolada financeira.

Porém, tanto São Paulo quanto Fortaleza já sabem que não conseguirão sonhar com a troféu sem passar por muito sofrimento, como o próprio embate dos órfãos da competição mostrou nessa quarta-feira.

O jogo de volta entre São Paulo e Fortaleza está marcado para o dia 25 de outubro e acontecerá no Morumbi, palco de muitas glórias protagonizadas por Rogério Ceni. Ele tentará levar sua equipe à uma heroica classificação após um jogo verdadeiramente maluco, que promete ainda mais emoções no duelo que definirá quem continuará sem o título por mais um ano e quem seguirá sonhando com o inédito troféu em sua sala de honra.