Notícias Placares ao vivo
Richarlison

Richarlison e Marco Silva: a parceria que turbina a carreira do novo xodó da seleção

08:05 BRST 04/12/2018
Richarlison Everton Wolves Premier League 11082018
Técnico do Everton foi o responsável por 'roubar' do Ajax o atacante que tem dado o que falar no futebol inglês

Aonde Marco Silva vai, Richarlison vai atrás... Pelo menos é isso que almeja para o futuro o treinador que tem sido peça fundamental na rápida e surpreendente adaptação do jovem atacante ao badalado futebol inglês. Estiveram juntos no Watford, na temporada 2017/18, e agora brilham no Everton.

Em conversas com pessoas próximas, o português, sabe a Goal, não escondeu a grande admiração pelo ex-jogador de América-MGFluminense, tendo revelado ainda que, se possível, vai indicá-lo como reforço sempre que vier a trocar de clube, como aconteceu na chegada aos toffees. 

Para Marco Silva, Richarlison é um "atacante completo" e que "pode cumprir todas as funções na frente". Com a camisa do time de Liverpool, marcou seis gols em 13 jogos. Neste curto período, também conquistou a confiança de Tite, que passou a convocá-lo com frequência à seleção brasileira - já tem seis jogos e três gols.

"Desde o momento que o vi a jogar no Brasil que percebi que tinha o perfil exato para jogar na Premier League. Por vezes os jogadores brasileiros têm dificuldades em adaptar-se ao futebol inglês, mas o Richarlison é muito forte e não tem medo de desafios", destacou o treinador do Everton, no início de novembro, em entrevista à imprensa britânica.

Richarlison, por sua vez, considera Marco Silva um pai e admitiu recentemente que passou a fazer três aulas de inglês por semana a pedido dele. Se não fosse pelo português, aliás, o jogador hoje estaria defendendo o Ajax. Quando soube que o Fluminense tinha um acordo muito bem encaminhado com os holandeses, em julho de 2017, o treinador agiu rápido e convenceu o Watford a melar o negócio, com uma proposta de 12,5 milhões de euros.

Agenciado pela dupla Giuliano Bertolucci e Kia Joorabchian, numa parceria com o empresário Renato Velasco, o atacante tem "vida curta" no Everton. O Chelsea, por exemplo, acompanha com bastante atenção desde a temporada passada o desenvolvido do atacante de 21 anos, quando fez 41 jogos e cinco gols nos hornets.