Promessa do Grêmio, Phelipe vive sonho na Seleção e comemora oportunidade com Tite

Comentários()
CBF / Divulgação
Jogador diz que ficha não caiu e espera aproveitar ao máximo convivência com ídolos que até então só conhecia pela TV

Depois da Copa do Mundo da Rússia, Tite anunciou a decisão da comissão técnica brasileira em levar sempre um jogador sub-20 para vivenciar o ambiente da Seleção como uma das formas de preparar o futuro da equipe Verde-Amarela. 

Para os confrontos da rodada dupla deste mês de outubro do Chevrolet Brasil Global Tour, o goleiro Phelipe, do Grêmio, foi o escolhido por Tite para integrar o elenco da Seleção. 

Uma das grandes promessas do time Gaúcho, ele revelou em entrevista exclusiva ao Brasil Global Tour como recebeu a notícia.

"Ninguém me ligou, eu estava no treino e logo que acabou, na saída do campo, o coordenador da base recebeu a ligação e logo me chamou junto da comissão técnica e me avisou. Eu não sabia de nenhuma possibilidade, para mim foi uma surpresa muito grande, fui pego de surpresa", disse o arqueiro de apenas 19 anos.

Acostumado a vestir a camisa Amarelinha na base, onde já até foi capitão da equipe no conceituado torneio de Toulon, na França, Phelipe comentou que ficou um pouco "assustado" com a convocação e que a ficha ainda não caiu.

"No primeiro momento eu fiquei muito assustado, sem acreditar, aí logo após que eu saí do campo eu subi na fisioterapia e me deram os parabéns e me mostraram o que tinham falado nos sites, o professor Tite na TV e foi onde eu acreditei mais, mas até agora a ficha ainda não caiu".

Phelipe Brasil
(Foto: CBF / Divulgação)

Natural de Campinas, em São Paulo, o garoto chegou ao Grêmio em 2013 e de lá para cá vem se consolidando como uma das promessas do clube. Não à toa recebeu elogios de ninguém menos que o ídolo Marcelo Grohe, titular e campioníssimo no Tricolor Gaúcho.

"Isso valoriza a escola de goleiros do Grêmio, a base do clube, os profissionais que trabalham aqui. O Phelipe treinou conosco por um período. É um grande goleiro, tem muito potencial. Fico feliz. Tenho que parabenizar toda base do Grêmio, isso nos fortalece", comentou o arqueiro em entrevista coletiva. 

Rápido e muito técnico, Phelipe tem o "jogar com os pés" como uma das grandes qualidades. Além disso, não é considerado o goleiro mais alto, mas tem uma grande impulsão e agilidade, que o permite ser diferente na posição. 

"O goleiro tem que ter todas as ferramentas, por isso como todo mundo sabe o goleiro é o primeiro a chegar o último a sair do campo. Hoje, o futebol está muito moderno e pede muito para jogar com os pés, da linha de passe, fazer cobertura, e eu acho que o goleiro precisa saber um pouco de tudo assim". 

Mais artigos abaixo
PHELIPE GRÊMIO
(Foto: Rodrigo Fratturi / Grêmio / Divulgação)

Phelipe não escondeu a ansiedade para encarar a experiência e conviver com ídolos que até então só acompanhava pela televisão. O goleiro quer aproveitar ao máximo para também poder passar o que vai vivenciar com os companheiros no Grêmio.

"Eu não conheço ninguém pessoalmente, para mim vai ser tudo muito novo e espero conhecer todos. Esse período vai ser muito bom, porque para mim vai ser ótimo a experiência que eu vou pegar com eles e quando voltar para cá poder passar isso para os meus companheiros".

A Seleção Brasileira entra em campo no dia 12 de outubro, diante da Arábia Saudita, em Riade. Quatro dias depois, a equipe de Tite encara a Argentina, em Jidá. As partidas são válidas pela rodada dupla do Chevrolet Brasil Global Tour e servem de preparação para a Copa América, que acontece em junho de 2019, no Brasil. 

Fechar