Prefeito de Valladolid acusa Ronaldo de fazer 'chantagem' com seu clube

Comentários()
Divulgação
Brasileiro, que comprou o Real Valladolid em 2018, ameaça construir estádio em cidade vizinha

Óscar Puente, prefeito da cidade de Valladolid, acusa o ex-jogador Ronaldo de fazer chantagem com a construção do novo estádio do seu clube, o Real Valladolid.

Na última terça-feira David Espinar, braço direito de Ronaldo no comando do Real Valladolid, disse em entrevista que há a possibilidade de que a novo arena seja construída fora da cidade. "Estamos analisando todas as opções", afirmou.

"O que pretende o clube não é um ultimato, é chantagem contra a Prefeitura", disse o prefeito. "Não é inocente que façam isso a 30 dias de uma eleição municipal. Eles estão fazendo política. Esta cidade não tolera chantagem de David Espinar, Ronaldo ou mesmo Michael Jordan se ele aparecesse. Nós trabalhamos para fazer o melhor para o Real Valladolid e o melhor para a cidade de Valladolid, mas nunca sob ameaça ou chantagem de ninguém", concluiu.

Mais artigos abaixo

Ronaldo comprou o Real Valladolid em setembro de 2018, poucos meses depois do antigo dono do clube e a Prefeitura terem entrado em acordo para a construção de um novo estádio. Segundo o prefeito Óscar Puente, o contrato previa investimento de €5 milhões (R$20 milhões) da Prefeitura, 20% do custo total de €20 milhões da obra.

Quando Ronaldo assume, porém, ele muda valor do projeto para €40 milhões e pede para que a Prefeitura arque com todos os custos. Frente à recusa do prefeito, Ronaldo pede que o estádio, que é público, seja vendido diretamente ao clube. A privatização, porém, não pode ser feita sem abrir um leilão público.

A ideia de ir para outra cidade, portanto, serviria para forçar a Prefeitura de Valladolid a pagar a reforma do estádio sob o risco de perder o time.

Fechar