Pékerman confirma Aguilar fora do jogo contra Senegal

Comentários()
EMMANUEL DUNAND/AFP/Getty Images
Meia tem um edema muscular na coxa esquerda; Ospina está recuperado de dor no tornozelo e será titular

banner Copa 2018

A Colômbia realizou nesta quarta-feira (27) o último treinamento antes do jogo decisivo contra Senegal e terá uma baixa importante: Abel Aguilar, com um edema muscular na coxa esquerda, não será relacionado.

Em entrevista coletiva nesta quarta, o técnico José Pékerman explicou o problema do jogador mas mostrou confiança em avançar de fase na Copa do Mundo.

"Não é uma lesão grave e tomaremos algumas precauções nos próximos dias. Vamos preservá-lo para o próximo jogo, mas não há nenhum hematoma ou ruptura. É uma questão de dias para estar pronto", disse.

Com a lesão de Aguilar, Carlos Sánchez, expulso na estreia contra o Japão, pode retornar ao time. Já o goleiro Ospina, que estava com um incômodo no tornozelo esquerdo, está confirmado para o duelo com os senegaleses.

O comandante afirmou que os colombianos estão confiantes para o duelo com Senegal. "É um jogo decisivo e só a vitória garantirá nossa classificação. Nossa moral está alta e creio que devemos ser otimistas, especialmentes se olharmos para o que aconteceu no último jogo", disse.

Juan Fernando Quintero Jose Pekerman Colombia Japon World Cup 2018
(Foto: Getty Images)

"Sabemos que Senegal é um grande time, com excelenter jogadores e muito fortes como unidade. Tem grandes jogadores que jogam na Europa e estes jogadores sabem como trabalhar e têm tido sucesso. Contra a Polônia e Japão executaram seu planejamento e ficaram em uma posição de fortalez", analisou.

"Esperamos que a dinâmica mude porque isso é o que precisamos e porque temos um estilo diferente. Trataremos de encontrar seus pontos fracos. Vai ser um jogo extremamente difícil, haverá pressão e tensão e o resultado e incerto, mas temos experiência nisso. Vamos ver como Senegal reage a um tipo de jogo diferente", completou.

Pékerman foi questionado se permaneceria no comando da Colômbia em caso de eliminação, mas evitou comentar. "Viemos para passar do grupo, se não avancássemos não seria bom. Não estamos pensando nessa alternativa, neste momento estamos otimistas. Nunca falo do meu futuro e não vou começar agora".

Por fim, o treinador rejeitou o papel de favorito contra os africanos. " Não acho que nenhum dos times seja favorito, seria um erro. É um grupo muito equilibrado, todos os times, exceto a Polônia, têm a oportunidade de seguir aiante e todas as equipes mostraram suas armas, então honestamente não há favoritos. Teremos que lutar pela vitória".

A seleção da Colômbia precisa vencer Senegal nesta quinta-feira (28), às 11h (de Brasília), para avançar às oitavas de final. 

Fechar