Para Alisson, Alemanha é favorita ao título na Copa, mas Brasil está entre os favoritos

Comentários()
O goleiro da Roma esteve na mira do Real Madrid e acredita estar no melhor momento de sua carreira

Jovem e com vontade de jogar, esses são alguns dos aspectos que definem as qualidades do goleiro Alisson Becker, de 25 anos. Atualmente jogando pela Roma, ele foi peça chave para ajudar o time a se classificar para as quartas de final da Champions League.

Na última semana, o jogador foi convocado por Tite para defender a Seleção Brasileira nos próximos amistosos da equipe, contra a Rússia e a Alemanha. E muito provavelmente, também estará na classificação dos titulares para a Copa, maior evento futebolístico do planeta.

Alisson Becker Roma Chelsea UEFA Champions League 10312017
(Foto: Getty Images)

Quanto à ansiedade de entrar em campo no Mundial, o goleiro contou em entrevista ao site do GloboEsporte.com que sabe se controlar quanto a isso: “Procuro ficar relaxado e não pensar muito no jogo.”

Ao ser questionado sobre os favoritos ao título da Copa, Alisson afirma: “Acredito que a principal favorita seja a Alemanha, por ter vencido o último Mundial, mas o Brasil com certeza é um deles.”

Na fase de grupos do maior campeonato do mundo, o Brasil enfrentará a Sérvia, jogo que irá colocar em campo os companheiros da Roma, Alisson e Kolarov. “Todo dia a gente se encontra e brinca que vai ser um grande jogo. Ele fala muito da dificuldade que é ter o Brasil como adversário no Mundial”, comenta o goleiro.

Tendo como preparador de goleiros ninguém menos que Cláudio Taffarel, o jogador da Roma confia que está em boas mãos, ainda mais sendo fã. “A minha grande referência sempre foi o Taffarel. Acredito que ele seja um ídolo de todo brasileiro pelo que fez por nós, pelo futebol,” disse o camisa 1 da Seleção.

Alisson Becker Roma
(Foto: Getty Images)

Por fim, ao mencionar o Internacional, clube em que ingressou ainda na escolhinha, aos oito anos, Becker afirma que quer retornar ao time do Sul um dia: “Torço muito pelo Inter, sou colorado de coração desde criança. E espero, sim, voltar ao Inter no futuro”. O jogador foi titular a partir de 2014, e em 2016 foi confirmado como novo reforço da Roma, que pagou cerca de R$32,5 milhões ao time gaúcho.

Fechar