Notícias Placares ao vivo
Dinamarca

O que aconteceu com Eriksen, da Dinamarca, em jogo da Euro?

13:52 BRT 18/06/2021
Denmark Finland Christian Eriksen 120621
Meia da Dinamarca e Inter de Milão teve mal súbito e desabou em campo na partida contra a Finlândia. Ele passou por cirugia e recebeu alta médica

Christian Eriksen, meia dinamarquês da Inter de Milão, sofreu um mal súbito durante a partida entre Dinamarca e Finlândia no sábado (12) e recebeu ainda no gramado atendimento com massagem cardíaca, na tentativa de reanimá-lo.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Felizmente, o jogador recebeu alta médica após seis dias de internação no hospital onde ficou internado desde o ocorrido. Eriksen foi submetido à uma cirurgia para o implante de um cardiodesfibrilador interno (CDI) no coração, que foi realizada com sucesso.

Eriksen foi liberado para ir para casa, mas antes passou na concetração da seleção dinamarquesa para rever os companheiros. Ele conversou com a equipe de comunicação da Dinamarca e afirmou que está bem e torcendo pelo time.

"Obrigado pelo enorme número de cumprimentos. Foi incrível ver e sentir. A cirurgia correu bem, e eu estou bem dentro das circunstâncias. Foi realmente ótimo ver os rapazes de novo depois do jogo fantástico que fizeram na última noite. Não é preciso dizer que estarei torcendo por eles na segunda, contra a Rússia", disse o meia.

No último dia 15, o jogador já havia tranquilizado os fãs e o mundo do esporte ao publicar uma foto sorridente em seu Instagram. Ele agradeceu as mensagens de força e carinho que recebeu nos últimos dias.

"Olá, pessoal. Muito obrigado por suas carinhosas e incríveis saudações e mensagem de todas as partes do mundo. Isso significa muito para mim e minha família. Estou bem - dentro das circunstâncias. Eu ainda preciso passar por alguns exames no hospital, mas estou bem. Agora, vou torcer pelos garotos da Dinamarca nas próximas partidas. Joguem por toda a Dinamarca", escreveu.

Médico que atendeu Eriksen relata drama

Em entrevista ao jornal alemão Bild, Jens Kleinefeld, um dos médicos que prestou atendimento ao dinamarquês no gramado do Parken Stadium, relatou o drama daquele momento e ainda revelou as primeiras palavras de Eriksen após retomar a consciência.

"Eu estava sentado nas arquibancadas do lado oposto quando Eriksen desmaiou. Não pensei em nada a princípio. Mas então vi o médico da equipe dinamarquesa agindo de forma relativamente frenética e percebi que não era apenas uma lesão", disse Kleinefeld.

"Nos primeiros dois minutos, o desfibrilador deve ser aplicado. Com Eriksen, demorou dois ou três minutos. É quando a chance de sobrevivência é muito alta. Se o choque for aplicado nos primeiros dois minutos, a chance de sobrevivência será de quase 90%. A chance de sobrevivência cai 10% por minuto. Tínhamos que nos apressar".

"Depois de dois minutos, vi que o choque foi bem-sucedido. Depois, demorou mais 20 ou 30 segundos para a consciência de Eriksen voltar. Ele abriu os olhos e falou comigo. Perguntei a ele em inglês: 'Você voltou?'. Ele disse: 'Sim, estou aqui'. E aí ele falou: 'M..., só tenho 29 anos'".

"Foi um lindo momento quando Eriksen abriu seus olhos novamente", concluiu.

Eriksen teve implantado um microdesfibrilador

A Federação Dinamarquesa confirmou que Christian Eriksen passaria por uma intervenção cirúrgica para ter implantado um microdesfibrilador, que corrige automaticamente situações como as que levaram à parada cardíaca que sofreu no sábado (12).

Segundo a nota divulgada, o jogador aceitou a solução, recomendada por especialistas dinamarqueses e de todo o mundo.

O procedimento foi realizado com sucesso noRighospitalet, em Copenhague.

O que aconteceu com Eriksen?

O lance aconteceu nos minutos finais do primeiro tempo, do lado esquerdo do campo. O meia de 29 anos avançou em direção à bola e caiu desacordado no campo. O lance chamou a atenção de companheiros e rivais, que prontamente pediram atendimento.

Depois do atendimento inicial, acompanhado por gritos da torcida, Eriksen foi removido do gramado em uma maca, com um balão de oxigênio e uma espécie de cortina cobrindo o jogador.

O jogo chegou a ser suspenso pela Uefa, mas após as atualizações sobre o estado de saúde estável de Eriksen, a associação dinamarquesa anunciou o reinício da partida, com cinco minutos referentes ao fim do primeiro tempo, e então a segunda etapa completa. A decisão, segundo a Uuefa, foi tomada pelas duas equipes.

Imóvel, o campeão italiano com a Inter de Milão recebeu massagem cardíaca por pouco menos de dez minutos, enquanto jogadores da Dinamarca cercavam o companheiro, para impedir que a torcida e as câmeras tivessem acesso ao atendimento.

À beira do campo, o goleiro Kasper Schmeichel pôde ser visto consolando a esposa de Eriksen, Sabrina Kvist Jensen, que acompanhava a partida das arquibancadas e foi ao gramado. Em imagens recuperadas, foi possível ver Eriksen de olhos abertos na maca, aparentemente acordado.

Segundo o dirigente dinamarquês Peter Moller, Eriksen chegou a falar com seus companheiros de equipe direto do hospital, antes do reinício da partida.

"Estamos em contato com ele, e os companheiros falaram com Christian. São ótimas notíciais, já que ele se recupera bem, e nós conseguimos jogar a partida".

Após o reinício, a Dinamarca terminou derrotada por 1 a 0, com gol de Joel Pohjanpalo.

Enquanto aguardavam por notícias, torcedores dinamarqueses e finlandeses interagiram, se alternando para cantar o nome do camisa 10.

Ao marcar o primeiro gol da vitória da Bélgica por 3 a 0 contra a Russia, Romelu Lukaku, companheiro de Eriksen na Inter de Milão, dedicou o gol ao amigo, correndo para as câmeras e dizendo que o ama.

“Gostei do jogo, mas foi difícil jogar porque estava pensando em Christian Eriksen. Espero que ele esteja bem e dedico essa atuação a ele. Chorei muito, estava com medo, obviamente. Vivemos momentos fortes juntos. Passei mais tempo com ele do que com minha família. Meus pensamentos estão com ele, sua namorada, seus dois filhos e sua família", disse Lukaku após a partida.

Agente de Eriksen revela conversa com o jogador

Horas depois do ocorrido, Martin Schoots trouxe boa notícias após conversar com o atleta dinamarquês. Em entrevista à Gazzetta dello Sport, Schoots revelou que Eriksen está bem.

"Nós conversamos. Ele brincou, estava de bom humor, eu achei que ele está bem. Ele disse: 'Eu não vou desistir. E eu poderia treinar... Quero entender o que aconteceu'".

"Todos nós queremos entender o que aconteceu com ele, os médicos estão fazendo exames minunciosos, e isso tomará um certo tempo. Ele estava feliz, porque ele percebeu quanto amor ele tem ao seu redor. Mensagens de todos os lugares do mundo chegaram até ele".

"E ficou particularmente impressionado com os do mundo do Inter: não só os companheiros de equipe que ele conversou no chat, mas também os torcedores. Sua família deseja agradecer a todos", completou Schoots.

Eriksen tranquiliza a Inter 

Foi o próprio jogador da Inter, segundo a Gazzetta dello Sport, quem tranquilizou os seus companheiros de clube sobre a sua condição física na mensagem escrita à noite no chat do grupo da Internazionale.

"Estou bem, espero voltar em breve".

No último sábado (12), clubes e seleções de todo o planeta usaram suas redes sociais para desejar melhoras ao meia.