Novo Richarlison? O que o Watford viu e quer de João Pedro

Comentários()
Arte Goal Brasil
Ingleses tratam a joia do Flu, de personalidade bem parecida à do jogador da Seleção, como "uma das maiores promessas" do futebol mundial

João Pedro é o nome do momento no futebol brasileiro. O garoto revelado na base do Fluminense, de apenas 17 anos, vem impressionando pelo futebol apresentado nesta sua primeira temporada como profissional. Em dez partidas realizadas, anotou sete gols. Seis deles, nos últimos três compromissos. Mas foi em sua estreia como titular, jogo de ida dos 16 avos de final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional (Colômbia), que o atacante demonstrou o quanto é diferente.

Ainda no primeiro tempo, atuando como homem mais avançado na equipe armada pelo técnico Fernando Diniz, ele fez três gols e ainda deu a assistência para o quarto nos 4 a 1 transmitidos com exclusividade pelo DAZN. Uma noite histórica, que só não deixou os torcedores do Tricolor 100% em euforia com o futuro porque o garoto já está negociado com o Watford. O clube inglês chegou, em outubro de 2018, a um acordo na casa dos € 10 milhões e já espera o atacante em janeiro de 2020 – quando João Pedro já terá 18 anos.

Jovem atacante que ganha destaque no Fluminense e é negociado com o Watford. Você já escutou esta história antes. Em 2017, Richarlison deixou o Tricolor das Laranjeiras após 67 jogos e 19 gols para defender as cores dos Hornets (como é apelidado o clube situado na cidade homônima próxima a Londres). Lá, impressionou pela rápida adaptação à intensa Premier League. Logo em sua primeira temporada fez cinco gols em 41 jogos e desenvolveu uma excelente relação com o técnico português Marco Silva. E quando o comandante foi contatado pelo Everton, levou consigo o atacante que atua com força tantos pelas extremidades quanto centralizado. Hoje Richarlison defende a Seleção Brasileira e está convocado para a Copa América.

Richarlison WatfordDo Flu para o Watford, Richarlison teve rápida adaptação ao futebol inglês (Foto: Getty Images)

A coincidência de ser um jogador do Flu negociado com o Watford gera comparações entre João Pedro e Richarlison desde que a transferência foi acordada, no final de 2018. Dentro de campo, no comportamento tático, eles têm sido inversamente proporcionais: se Richarlison atua mais pelos lados e algumas vezes como centroavante, João Pedro tem feito o inverso neste seu período de dez jogos. Contra o Atlético Nacional, por exemplo, o jovem de 17 anos foi um “9 clássico” em seus gols e deu a assistência para Luciano ao cruzar com a perfeição de um ponta das antigas.

Coincidência feliz

Mas ao contrário do que muitos podem imaginar, o fato de o Watford ter contratado dois jovens atacantes de destaque do Fluminense é apenas uma coincidência feliz. Os atletas possuem empresários diferentes, a abordagem veio em tempo diferente e de forma diferente. Igual mesmo somente o caminho: do Rio de Janeiro para o condado de Hertfordshire.

Personalidades parecidas

Richarlison Pedro FluminenseRicharlison, durante sua curta passagem pelo Fluminense (Foto: Divulgação/Fluminense FC)

A personalidade e a forma de encarar a carreira, entretanto, são muito semelhantes. Em contato com a Goal Brasil, pessoas próximas a Richarlison e de João Pedro citaram – sem saber as respostas que o outro lado havia dado – características marcantes de cada um e o produto final é quase um espelho do outro.

João Pedro Fluminense 23 05 2019João Pedro comemora durante exibição perfeita contra o Atlético Nacional (Foto: Getty Images)

Caráter, desprendimento e serenidade para encarar os acontecimentos da vida foram características em comum apontadas por quem conhece Richarlison e também pelas pessoas próximas a João Pedro. No tocante à parte profissional, a palavra “foco” e o fato de gostar de futebol e das atividades de treinamento para ficar cada vez melhor também foram um ponto em comum.

Durante entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (24), na Granja Comary, o próprio Richarlison citou o foco do amigo – que antes de acertar com o Watford conversou com o atual jogador da Seleção em busca de referências: “Assim que ele foi vendido, me perguntou como era o Watford. Falei que era um lugar ótimo para os jovens. E é um clube que coloca na vitrine. Acho que ele vai se dar bem lá. Talvez pela posição seja difícil, porque tem o Troy Deeney, que é capitão lá e é difícil sair do time. Mas o João Pedro tem um grande futuro, espero que chegue bem e possa jogar. O moleque é bom, meteu três gols (sobre o Atlético Nacional) eu estava acompanhado. Tomara que ele siga focado, pois vai chegar longe”, disse.

João Pedro Fluminense Atlético Nacional Sul-Americana 23 05 2019Watford já toma cuidado com a joia, esperada para janeiro de 2020 (Foto: Getty Images)

Troy Deeney, jogador citado por Richarlison, tem 30 anos e praticamente a mesma altura de João Pedro (1,83m, um centímetro mais alto). É um símbolo do clube, além de ter experiência em relação ao futebol inglês. Inicialmente é possível imaginar o xodó do Fluminense atuando como opção ao capitão dos Hornets, o que abaixaria a pressão, lhe deixando ainda mais confortável para desenvolver da melhor forma possível o seu futebol. Esta é uma avaliação validade até mesmo por uma fonte de dentro do Watford, em contato com a Goal Brasil.

"Nós consideramos o jogador uma das maiores promessas para o futuro. Ele é um pouco mais jovem em relação ao Richarlison, então precisamos tomar cuidado em relação às primeiras expectativas. Ele precisa do seu próprio tempo e espaço para crescer e precisamos tomar cuidado dele, em todos os detalhes, para proteger e o desenvolver da melhor maneira para o potencial que ele tem".

Fechar