Neymar está perto de retorno ao Barcelona, segundo site

Comentários()
Neymar PSG Paris Saint-Germain 2018-19
Getty Images
Clube espanhol estaria disposto a envolver jogadores na negociação para ter o brasileiro de volta

Neymar pode não vestir mais a camisa do PSG e voltar mesmo ao Barcelona já na próxima temporada. A informação é do site Globoesporte.com, na noite desta segunda-feira (17).

De acordo com a publicação, o clube espanhol conversa com o estafe do atacante e a negociação, inclusive, poderia ser concretizada na atual janela de transferências europeias (vai até agosto).

Ainda segundo o site, o Barcelona planeja pagar aproximadamente 100 milhões de euros ao PSG, e cogita envolver alguns jogadores na negociação, como Umtiti, Dembélé e Rakitic. 

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

Em entrevista concedida nesta segunda, o porta-voz do Barcelona, Josep Vives, não falou sobre o possível retorno do brasileiro.

"Este porta-voz nunca descarta nada, nunca falaremos de Neymar nem de ninguém. Não falo de operações, seria prejudicar o clube", disse.

Já do lado parisiense, o presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi deu entrevista à revista France Football e foi direto ao alegar que não aceitará mais comportamento de celebridades no clube, antes de enfatizar Neymar.

Neymar Nasser Al-Khelaifi PSG 04082017
(Foto: Getty Images)

"Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra dessa camisa e quero que se unam no projeto do clube. Aqueles que não quiserem ou não entenderem, nós vamos ver e conversar. Claro que há contratos que deverão ser respeitados, mas agora a prioridade é a união total pelo nosso projeto. Ninguém obrigou Neymar a vir para cá. Ninguém o empurrou. Ele veio sabendo que chegaria a um projeto", disparou.

O assunto é forte na Espanha e o presidente da La Liga  disse que seria bom o retorno de Neymar, desde que "o atacante se comporte".

Mais artigos abaixo

Quem também falou o assunto foi o técnico da Seleção Brasileira, Tite, em entrevista coletiva na noite desta segunda-feira. O comandante, no entanto, preferiu evitar palpitar sobre o futuro do jogador.

"Não posso. São assuntos muito particulares. Até profissional, tem que ver onde ele se sente bem, se sente feliz. Eu iria para o local onde eu me sinto bem, bem com minha família, porque aí poderia render profissionalmente melhor", afirmou.

Fechar