Neymar e Bruno Henrique devem ser as grandes novidades na Seleção

Neymar Granja Comary Seleção 22 05 2018
Lucas Figueiredo/CBF/Divulgação
Numa 'penúltima avaliação' interna, dupla recebeu o sinal verde; Decisão final vai ser tomada poucas horas antes do anúncio

Neymar, sem jogar no PSG, e Bruno Henrique, em alta no Flamengo, caminham para ser as principais novidades de Tite na convocação desta sexta-feira da Seleção Brasileira, que vai enfrentar a Colômbia, dia 6 de setembro, em Miami, e o Peru, no dia 10, em Los Angeles. A Goal apurou que a dupla ofensiva, numa "penúltima avaliação" feita pela comissão técnica, recebeu o sinal verde. A decisão final, no entanto, vai ser tomada poucas horas antes do anúncio, marcado para 10h, na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

À espera de uma transferência, o craque do clube francês não fez nem sequer uma partida na atual temporada, nem mesmo durante o período de preparação. Tem apenas treinado sozinho, enquanto alimenta o sonho de voltar para o Barcelona ou até mesmo reforçar o Real Madrid.

Outro jogador do Rubro-Negro que tem boas chances de pintar na lista amarelinha é Gabigol. O artileiro do Brasileirão, com nove gols, foi exaustivamente discutido nos últimos dias, principalmente depois que Gabriel Jesus, do Manchester City, foi punido pela Conmebol com um jogo de suspensão por causa da confusão na final da Copa América. Ainda na Gávea, Rodrigo Caio e Everton Ribeiro sonham com uma chamada

Mais artigos abaixo

Philippe Coutinho, com apenas 23 minutos disputados até o momento na temporada, num amistoso entre Barcelona e Napoli, é uma das maiores incógnitas neste momento. Apesar de Tite priorizar jogadores em atividade, há internamente quem defenda a presença do camisa 7 do time catalão.

Alisson, do Liverpool, Neto, do Barcelona, e Pedro, do Fluminense, todos lesionados, são ausências mais do que garantidas nos dois primeiros testes da Seleção Brasileira depois do título da Copa América em cima do Peru.

Fechar