Maracanã 70 anos: capacidade, grandes jogos e números do estádio mais famoso do mundo

Índice de Conteúdos

O estádio mais famoso do mundo completa 70 anos nesta terça-feira, 16 de junho. O Estádio Mário Filho ficou conhecido mundialmente como Maracanã e já foi palco de diversos jogos e eventos históricos.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Por muitos anos, o Maracanã foi conhecido como maior estádio do mundo, chegando a receber quase 200 mil pessoas. Hoje, após diversas reformas para atender exigências de segurança e padrões internacionais, sua capacidade foi bem reduzida.

Para celebrar as sete décadas de existência deste icônico estádio, a Goal relembra momentos, dados e histórias que entraram para a eternidade do futebol brasileiro e mundial.

Maracanã em dia de Flamengo
Getty Images

Quando o Maracanã foi inaugurado?

O estádio foi inaguruado em 16 de junho de 1950 após quase dois anos de obras, iniciadas em 2 de agosto de 1948. O duelo entre a seleção carioca e a seleção paulista marcou a abertura do Maracanã e foi vencido pelos paulistas: 3 a 1. Didi, jogador do Fluminense, foi o primeiro jogador a marcar um gol no estádio.

O projeto original previa uma capacidade de pouco mais de 155 mil pessoas e o estádio seria o principal palco da Copa do Mundo de 1950.

Voltar ao início

O que significa 'Maracanã'?

Maracanã é um nome indígena que significa "semelhante a um chocalho". Há muitos anos, a região era conhecida pela presença das aves Maracanã-Guaçu. Maracanã foi o nome utilizado para batizar o rio que corria pela área onde hoje fica o bairro que leva o mesmo nome.

Embora o nome oficial do estádio seja Mário Filho, em homenagem ao jornalista que foi um dos principais apoiadores de sua construção, foi o nome do bairro que ganhou fama e ficou eternizado no Brasil e no mundo. 

Voltar ao início

Qual é a capacidade máxima do Maracanã?

Atualmente, a capacidade máxima do Maracanã é de 78.838 mil lugares. No entanto, nem sempre foi assim.

Antes das reformas, o estádio suportava mais de 150 mil pessoas, como aconteceu muitas vezes. Com a adaptação para grandes eventos como o Mundial de Clubes, o Pan-Americano e a Copa do Mundo de 2014, tal capacidade foi diminuindo cada vez mais.

Voltar ao início

Maracanã na Copa do Mundo de 1950

O Maracanã foi sede de oito jogos do Mundial de 1950, incluindo a abertura e a grande final. Em cinco destes oitos jogos, o Brasil atuou e teve quatro vitórias e perdeu apenas um, justamente a decisão do torneio para o Uruguai.

A final da Copa de 50 ficou eternizada pelo Maracanaço. A expectativa pelo título inédito da seleção brasileira era muito alta. No quadrangular final, o Brasil havia vencido seus dois jogos com goleadas: 7 a 1 contra a Suécia e 6 a 1 contra a Espanha. Bastava um empate para o Brasil vencer o torneio.

O adversário era o Uruguai, que havia empatado com a Espanha por 2 a 2 e vencido a Suécia por 3 a 2. No primeiro tempo, o empate sem gols persistiu. Já na etapa final, o Brasil abriu o placar com Friaça, colocando uma mão na taça.

Aos 21 minutos, Juan Alberto Schiaffino empatou o jogo. E aos 34,  Alcides Edgardo Ghiggia virou para os uruguaios, que se sagraram campeões mundiais diante do maior púlbico já resgistrado na história do fuebol brasileiro: 199.854 pessoal estavam no Maracanã naquele 16 de julho de 1950, exatos um mês da inauguração.

Voltar ao início

Quais foram os maiores jogos da história do Maracanã?

Além do "Maracanaço", na Copa do Mundo de 1950, várias partidas históricas do futebol brasileiro e carioca aconteceram no Maracanã. Por exemplo, foi lá que Rondinelli, o "deus da raça", fez de cabeça contra o Vasco para garantir o título da Taça Guanabara e abrir uma série de conquistas para o Flamengo, em 1978.

O milésimo de Pelé também aconteceu no estádio, numa partida entre Santos e Vasco da Gama. O rei, por sinal, mesmo atuando no estado de São Paulo, foi um dos grandes personagens a passarem pelo Maraca, tendo conquistado três títulos brasileiros dentro do grande palco do futebol.

Em 1974, Jorginho Carvoeiro, aos 33 do segundo tempo, marcou o segundo gol do Vasco, desempatou a partida e deu ao Cruzmaltino seu primeiro título do Brasileirão. Seis anos depois, com o Atlético-MG saindo campeão, Nunes fintou, entrou na área e marcou o terceiro do Flamengo. Seria, também, a primeira conquista nacional do Rubro-Negro - cujo time venceria por mais duas vezes a competição dentro do Maracanã.

Na primeira final entre dois times cariocas, o Fluminense derrotou o Vasco por 1 a 0, com gol de Romerito, e depois de duas partidas que levaram mais de 190 mil torcedores ao estádio, saiu vencedor do Brasileirão de 1984. Um ano depois, o Bangu levou mais 90 mil pessoas para assistir a final da competição, mas saiu derrotado pelo Coritiba.

A polêmica Copa União também foi decidida no estádio, com um gol de Bebeto dando o título ao Flamengo - pelo menos, naquele momento. Em 1992, tanto o Botafogo quanto o Rubro-Negro levaram mais de 100 mil pessoas ao Maraca pra os dois jogos da final do Brasileirão daquele ano, dando o quarto título nacional ao Mengão.

Renato Gaúcho, de barriga, marcou o gol decisivo do Carioca de 1995 no Fluminense, em um Fla-Flu histórico. Em 1997, Vasco e Palmeiras ficaram no zero a zero, mas não deixaram de protagonizar uma grande final, no terceiro Brasileirão do clube carioca. O quarto viria três anos depois, na Copa João Havelange. No total, foram 19 jogos de final de Campeonato Brasileiro disputados no Maracanã.

Petkovic, de falta, marcou o terceiro do Flamengo e ajudou o clube a conquistar o Carioca de 2001. Um ano antes, o Corinthians foi campeão mundial pela primeira vez, nos pênaltis, diante do Vasco. Não foi a primeira partida histórica do Timão no Maracanã: na década de 80, a Fiel Torcida "invadiu" o Rio de Janeiro e levou mais de 70 mil torcedores para ver a semifinal do Brasileirão de 1976.

O maior público de uma partida entre dois times na história do futebol brasileiro foi no estádio, na final do Campeonato Carioca de 1963 entre Flamengo e Fluminense. Por mais que se contabilize "apenas" 194 mil pessoas dentro do Maracanã, estima-se que o público real seja ainda maior.

Em 2014, já o "novo Maracanã" recebeu sua segunda decisão de Copa do Mundo: a Alemanha bateu a Argentina por 1 a 0, com gol de Mario Gotze, e se sagrou tetracampeã mundial.

Voltar ao início

O que é o 'novo Maracanã'?

Pode-se dizer que a história do estádio se divide em duas: o novo e o velho Maracanã.

Em 2005, para a realização do Pan-Americano de 2007, o estádio foi fechado e completamente reformado. Foi o fim da famosa Geral, setor popular e palco místico do futebol brasileiro. Pouco tempo depois, o Maracanã foi fechado novamente e totalmente remodelado aos moldes de arenas mais modernas, para a disputa da Copa do Mundo de 2014.

Mesmo que o Maraca já tivesse sido reformado antes, esta sucessão de transformações fez que com a agora arena fosse conhecida como o "novo Maracanã". Hoje, a opinião pública está dividida: tem aqueles que afirmam que o estádio precisava se atualizar, enquanto outros dizem que a nova versão do palco perdeu sua "magia".

Voltar ao início

Maracanã na Copa do Mundo de 2014

Para a Copa de 2014, o estádio recebeu sete partidas - nenhuma delas da seleção brasileira. Confira os jogos que foram realizados no Maracanã:

  • Argentina 2 x 1 Bósnia: fase de grupos
  • Espanha 0 x 2 Chile: fase de grupos
  • Bélgica 1 x 0 Rússia: fase de grupos
  • Equador 0 x 0 França: fase de grupos
  • Colômbia 2 x 0 Uruguai: oitavas de final
  • França 0 x 1 Alemanha: quartas de final
  • Alemanha 1 x 0 Argentina: final

Voltar ao início

Maracanã nas Olimpíadas de 2016

Obviamente, o estádio também marcou presença nas Olímpiadas disputadas no Rio de Janeiro, não só recebendo as partidas decisivas de futebol mas também as cerimônias de abertura e encerramento.

Foi dentro do Maracanã que o Brasil quebrou a fila histórica e conquistou o ouro olímpico, com gol de falta de Neymar e decisão por pênaltis, diante da Alemanha.

Voltar ao início

Como está o Maracanã hoje?

Em meio a pandemia do coronavírus, o Maracanã recebeu um novo vizinho: na área externa do estádio, foi construído um hospital de campanha com 400 leitos para atender pacientes da Covid-19 em estado grave.

Além disso, é previsto que a final da Copa Libertadores de 2020 seja disputada no Maraca. Será a primeira decisão da competição em jogo único no estádio, hoje administrado por Flamengo e Fluminense, de maneira conjunta.

Voltar ao início