Notícias Placares ao vivo
Cruzeiro

Mano Menezes não é mais técnico do Cruzeiro

00:20 BRT 08/08/2019
Mano Menezes Corinthians Cruzeiro Copa do Brasil final volta 17102018
Mal no Brasileirão e com classificação sob risco na Copa do Brasil, treinador encerra ciclo após mais de três anos no comando celeste

A fase não é nada boa, e o Cruzeiro resolveu agir. Após a derrota para o Internacional no Mineirão nesta quarta-feira (7), pela Copa do Brasil, o técnico Mano Menezes deixou o cargo de técnico da equipe que comandava desde 2016. Ao lado de dirigentes, o treinador gaúcho fez o comunicado na coletiva de imprensa pós-jogo.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine já o DAZN, o primeiro mês é grátis!

Mano vem sofrendo com o desgaste dos resultados recentes, com a escassez de vitórias e, principalmente, com a eliminação na Copa Libertadores para o River Plate, a péssima campanha no Brasileirão e, agora, com a derrota que afasta a chance do tricampeonato na Copa do Brasil.

O cargo chegou a ser colocado à disposição pelo técnico após a derrota no clássico contra o Atlético-MG por 2 a 0, no último final de semana, mas a diretoria celeste optou por dar um voto de confiança ao trabalho. Com um novo revés, Mano entende que a situação se tornou insustentável.

"Não poderíamos estender mais essa fase difícil que o Cruzeiro vem passando, são 18 jogos e uma vitória e a gente sabe que, no futebol, isso não se sustenta. A decisão vem de um entendimento que as coisas podem piorar, e não podemos deixar elas piorem", disse o treinador.

"Hoje o torcedor teve uma atitude, que eu entendo ser fundamental para o trabalho de um técnico. Não pode chamar o técnico de burro, hoje os gritos vem aos 47 (minutos, do segundo tempo), amanhã vem aos 40, depois aos 30. Eu tenho muito respeito ao Cruzeiro, e não posso deixar que isso siga adiante."

A saída do treinador marca o fim do ciclo mais longo de um técnico em atividade na Série A do Brasileirão: Mano assumiu a equipe em 26 de julho de 2016 e permaneceu nele por três anos e 12 dias (1107 dias), conquistando dois títulos do Campeonato Mineiro (2018 e 2019) e as duas últimas edições da Copa do Brasil. Agora, Renato Portaluppi é quem detém o título de técnico mais longevo em atividade, com 2 anos e dez meses à frente do Grêmio.

Na 18ª colocação no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro terá quase um mês antes do jogo de volta da semifinal contra o Inter, no Beira-Rio (4/9), com quatro rodadas da Série A nesse intervalo: ainda sem saber quem será seu novo técnico, começa a sequência diante do Avaí, fora de casa, no próximo domingo (11).