Liverpool não deixa United andar sozinho e tem maior vexame do domingo

Comentários()
Dois maiores campeões da Inglaterra foram goleados. United tomou 6 a 1 para o Tottenham, já o Liverpool levou 7 a 2 para o surpreendente Aston Villa

Talvez pela primeira vez na história os torcedores do Manchester United gostaram da frase "You'll never walk alone" (Você nunca caminhará sozinho), um dos motes do Liverpool. Isso porque nesse domingo (04), os dois maiores campeões da Inglaterra foram impiedosamente goleados em seus jogos pela Premier League, mas é possível dizer que, por todas as circunstâncias envolvidas, o vexame do Liverpool foi maior.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Às 12h30, o United entrou em campo, na sua própria casa, em uma partida que já começou maluca. Aos sete minutos de jogo, o Tottenham já vencia por 2 a 1, de virada. Aos 28 minutos do primeiro tempo aconteceu o lance que mudou os rumos do duelo: Martial foi expulso após dar um tapa no rosto de Lamela. O detalhe é que o argentino também tinha dado uma braçada na altura do queixo do francês e levou apenas o cartão amarelo.

A partir daí, os espaços apareceram e o Tottenham, que jogava fora de casa, se tornou ainda mais dominante e conseguiu uma histórica vitória no noroeste da Inglaterra. Ao final do duelo, 6 a 1, com grandes atuações de Heung-Min Son, Harry Kane e Hojbjerg.

O resultado causou furor entre os amantes do futebol inglês e parecia que tinha sido o auge de um domingo maluco. Mas ainda tinha o jogo do Liverpool.

O atual campeão inglês entrou em campo no Villa Park, casa do Aston Villa, com total favoritismo. O que aconteceu, porém, foi algo jamais visto por qualquer torcedor vivo dos Reds. O time de Jürgen Klopp foi massacrado em campo e perdeu o duelo por 7 a 2.

Embora a diferença de gols tenha sido a mesma dos dois jogos (cinco gols), a situação toda aponta para um vexame maior do Liverpool. Em primeiro lugar porque durante os 90 minutos, os Reds enfrentaram os Villans com os 11 homens de cada lado. O United jogou quase 70 minutos com um a menos, embora seja justo dizer que quando Martial levou o cartão vermelho, os Spurs já eram melhores no confronto.

Aston Villa 7-2 Liverpool Jogadores do Aston Villa comemoram a histórica goleada sobre o atual campeão (Foto: Getty Images)

Outro fator importante é que o Liverpool é o atual campeão. O último título do United na Premier League veio na temporada 2012/13, quando Alex Ferguson ainda era o técnico. O Manchester vem em um claro período de reconstrução e luta para voltar a se consolidar entre os grandes.

Embora o fato do United ter perdido em casa jogue contra ele, o fato é que os Diabos Vermelhos perderam para uma equipe que nos últimos anos acostumou-se a brigar por uma vaga na Champions League. O Tottenham faz parte dos chamados "seis grandes" da ilha britânica, e conta com o experiente José Mourinho no banco de reservas. Vale lembrar que o penúltimo time que o português comandou foi exatamente o Manchester United.

Henrikh Mkhitaryan Jose Mourinho Manchester United Mourinho em sua época de treinador do Manchester United (Foto: Getty Images)

Já o Liverpool perdeu para o tradicionalíssimo Aston Villa, mas que vive anos longe da glória. O clube de Birmingham, que já foi campeão da Champions League, lutou bravamente contra o rebaixamento na última temporada e só escapou na última rodada, terminando o certame em 17º lugar.

Para alívio - ou desespero - de Jürgen Klopp e Ole Gunnar Solskjaer, há uma pausa de 13 dias para os jogos de seleção. Acontece, porém, que o primeiro jogo do Liverpool na volta do campeonato, no dia 17 de outubro, é justamente contra o Everton, rival da cidade e atual líder isolado do campeonato.

O duelo acontecerá no Goodison Park, casa do Everton, e é o melhor momento dos Toffees nos últimos anos, que, sob a batuta de Ancelotti, venceu os sete jogos que disputou na atual temporada. O lado vermelho de Merseyside jogará contra o rival para manter um tabu que incomoda muito a torcida do Everton: já são quase 10 anos desde a última vez que o time azul venceu os Reds, em todas as competições.

Curiosamente, a data que marca a última vitória do Everton sobre o rival é exatamente a mesma para a qual está agendado o jogo dessa temporada: 17 de outubro. Resta saber como o time de Klopp reagirá a esse vexame e se usará o clássico local como mola propulsora para voltar às vitórias.

Fechar