Liderança de Marquinhos no PSG impressiona até mesmo o Real Madrid

Comentários
Capitão do time francês diante dos merengues, zagueiro brasileiro recebe fortes elogios e destaca posto de 'guerreiro'

Sem Thiago Silva, que perdeu espaço para Kimpembe, Marquinhos foi novamente escolhido por Unai Emery para ser o capitão do PSG, desta vez diante do Real Madrid. Com a braçadeira de capitão, o jovem zagueiro se impôs tecnicamente, principalmente na etapa inicial, e também mostrou autoridade frente aos companheiros, muitos deles mais experientes, como Dani Alves (34), Verrati (25), Neymar (26) e Cavani (31).

Apesar da derrota de virada do time francês, por 3 a 1, com dois gols sofridos nos últimos dez minutos, a atuação do camisa 5 chamou atenção até mesmo do adversário. A postura de liderança do brasileiro no primeiro jogo das oitavas de final da Liga dos Campeões impressionou, tendo sido motivo de fortes elogios nos bastidores do Santiago Bernabéu.

"Era uma responsabilidade que tinha de tentar colocar os meus companheiros pensando positivamente e também dar muita energia para eles quando sentisse que o time estivesse num momento ruim da partida. Tentei me impor, fazer o meu melhor e ser um guerreiro dentro de campo, através dos atos e das palavras", comentou o defensor, ao término do duelo.

Aos 23 anos, Marquinhos caminha para completar 200 jogos no PSG, onde chegou contratado da Roma na temporada 2012/13. Ao todo, já são 192 partidas, 15 gols e 13 títulos nacionais. Fala francês fluentemente e tem o respeito de todo o elenco, além de ser um dos jogadores mais queridos do presidente Nasser Al-Khelaifi. 

Mais artigos abaixo

A moral do zagueiro revelado pelo Corinthians em Paris, vale destacar, também é motivada pela lealdade. Rejeitou ser negociado com o Manchester United no início do ano passado e, pouco tempo depois, renovou contrato até junho de 2022. Nos últimos meses, também foi alvo de desejo de Barcelona e Juventus.

*Enviado especial a Madrid

 

Próximo artigo:
Ex-Barça leva multa recorde e pode até ser preso por briga com cantor na Turquia
Próximo artigo:
Os melhores jogadores da história da Seleção Brasileira
Próximo artigo:
Brasil x Argentina: o histórico do Superclássico das Américas
Próximo artigo:
Estreia oficial de Messi como jogador do Barcelona em La Liga completa 14 anos
Próximo artigo:
Jornal: Barcelona vai se afastar de Ronaldinho e Rivaldo por apoio a Bolsonaro
Fechar