Kieran Trippier: "Inglaterra quer ser a número um do mundo"

Comentários()
Getty
Após uma inesperada vitória dos ingleses sobre a seleção da Espanha, o lateral-direito do Tottenham mostrou confiança na equipe

Kieran Trippier quer ver a Inglaterra como melhor seleção do mundo. Em entrevista ao Standart Sport, o lateral-direito do Tottenham e da seleção inglesa falou sobre o potencial da jovem equipe comandada por Gareth Southgate.

"Temos que jogar contra os melhores e queremos ser o time número um. Foi uma grande noite e agora temos que prosseguir", falou o jogador titular na vitória da Inglaterra por 3 a 2 sobre a Espanha, no Estádio Benito Villamarín, em Sevilha. 

O triunfo dos ingleses representou o fim de uma invencibilidade de 15 anos dos espanhóis jogando dentro do país. Rashford e Sterling, que marcou dois, anotaram os gols dos visitantes. Paco Alcácer e Sergio Ramos descontaram para os mandantes.

Trippier se mostrou bastante satisfeito e confiante com a equipe. Para ele, a partida da última segunda (15) foi uma importante afirmação da força da seleção que terminou em quarto lugar na Copa do Mundo da Rússia.

"Nós queremos bater os times grandes. Tivemos alguns jogos que empatamos e não marcamos gols, mas eu acho que na última noite nós motramos que podemos vencer as grandes equipes e nos defender bem contra elas. Foi uma afirmação importante e no futuro espero que possamos fazer jogos como esse. Nós queremos ganhar todos os jogos e jogar dessa mesma maneira em todos. Nós sabemos como podemos jogar coletivamente e ontem, no primeiro tempo, mostramos isso", analisou o defensor.

Harry Kane Raheem Sterling England Spain(Foto: Getty Images)

Para Trippier, a Copa do Mundo foi um momento importante de amadurecimento. A Inglaterra se caracterizou por jogar com três zagueiros, formação deixada de lado nas partidas contra Croácia e Espanha (até metade do segundo tempo) e Southgate adotou uma linha com dois zagueiros e dois laterais. 

"O futuro é brilhante para a equipe da Inglaterra. Nós aprendemos muito como grupo e como indivíduos na Copa do Mundo. O treindor mudou a formação e isso deixou os atacantes prontos para pressionar. Às vezes na Copa do Mundo, nós tínmhamos a posse de bola, mas nesse sistema que estamos agora os meias podem pressionar mais facilmente em cima e conseguimos jogar melhor. Nos últimos dois jogos nós jogamos muito bem contra adversários muito difíceis", disse Kieran Trippier.

Fechar