Kaká é usado como inspiração na chegada de Paquetá no Milan

Comentários()
Getty
Dirigente dos Rossoneri, Leonardo comparou os dois brasileiros e ainda descartou a contratação de Ibrahimovic

Lucas Paquetá chegou ao Milan com uma enorme responsabilidade. Com chances na Seleção Brasileira e tido como um dos principais talentos da nova geração do futebol tupiniquim, o jogador teve seu primeiro contato com o novo clube neste domingo (9), quando foi ao San Siro acompanhar o empate por 0 a 0 entre seu novo time e o Torino, pela Serie A. E na primeira experiência na casa dos Rossoneri, o atleta foi comparado "apenas" a Kaká, um dos grandes ídolos da história dos rubro-negros.

"Quando Kaká chegou ao Milan, o Milan venceu a Liga dos Campeões. Hoje o momento é diferente, mas isso não tira de Paquetá a chance de mostrar seu talento. Ele pode desempenhar papéis diferentes na equipe, mas precisa de vontade e de um contexto. Teremos que ser bons em colocá-lo na posição em que vai encaixar melhor", disse Leonardo, diretor esportivo do Milan.

Paquetá foi à Itália fazer uma visita ao clube, mas voltará ao Brasil para as festas de fim de ano. Ele só irá para Milão em definitivo em janeiro, quando passa a valer seu contrato com os Rossoneri, que vai até o fim de 2023.

Leonardo também aproveitou para descartar a contratação de Zlatan Ibrahimovic. O sueco, um dos ídolos recentes do Milan, vinha sendo especulado no clube italiano mas, pelo visto, seguirá no LA Galaxy.

"Não virá. Nós pensamos sobre isso (contratação do sueco), uma presença como a dele poderia nos ajudar muito. Só que ele havia dado a palavra ao Galaxy de que ficaria se atendessem às suas exigências, e foi assim que aconteceu", comentou.

Fechar