Notícias Placares ao vivo
Brasileirão Série A

Brasileirão 2018: Fluminense e as dúvidas na temporada

16:00 BRT 13/04/2018
Fluminense Flamengo Carioca 22 03 2018
Após perder a espinha dorsal de 2017 e sem dinheiro, Tricolor Carioca não terá vida fácil na competição nacional

Visto com muita incerteza em 2018, o Fluminense iniciou o ano com Júlio César, Gum, Sornoza e Pedro assumindo papéis maiores com as saídas de Diego Cavalieri, Henrique, Gustavo Scarpa e Henrique Dourado.

Sem a sua espinha dorsal que sustentou o time titular no ano passado, o Tricolor vem buscando estruturar a equipe mesmo sem dinheiro.

Base da Seleção do Campeonato Carioca, apesar de ter ficado de fora da decisão do Estadual, o clube ainda não desistiu de trazer reforços sem fugir da realidade. 

No próximo domingo (15), estreia no Brasileirão com um teste de fogo: terá pela frente o atual campeão Corinthians, no Itaquerão. O que podemos esperar do Flu na competição?


O CRAQUE DO TIME: SORNOZA


Após as saídas de Gustavo Scarpa e Henrique Dourado, Junior Sornoza assumiu a responsabilidade de comandar e ser o jogador pensante da equipe. Em alta e um dos homens de confiança de Abel Braga, o meia vive grande fase com a camisa do Tricolor.

Destaque do Tricolor no último ano, o equatoriano segue no mesmo caminho em 2018. Camisa 10 e principal armador do time, o jogador, com a sua experiência, pode ajudar a orientar os mais jovens em campo não apenas com a sua qualidade, mas também com conselhos e maturidade.


CAMPANHA EM 2017


O Fluminense flertou com a zona de rebaixamento, mas conseguiu permanecer na Série A do Brasileirão, terminando a temporada na 14ª posição e com apenas quatro pontos a mais que o Coritiba, rebaixado.

Neste ano, apesar dos jogadores sonharem com uma vaga na Libertadores, a equipe deve ficar na zona intermediária da tabela e até mesmo flertar novamente com a zona de rebaixamento.


O TÉCNICO: ABEL BRAGA



(Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

Identificado com o clube e a torcida tricolor, Abel Braga tem sido peça importante desde o ano passado. Pretendido por diversos clubes desde que assumiu o Flu no final de 2016 - Flamengo sondou o treinador no últimos dias -, o comandante sabe lidar com a pressão, possui experiência e é capaz de montar um time competitivo mesmo sem dinheiro para grandes contratações, além de trabalhar muito bem com a molecada de Xerém.


BRASILEIRÃO 2018: O QUE ESPERAR DO FLUMINENSE?


Sem uma grande equipe para criar expectativas ao torcedor, a possibilidade do Flu fazer um bom Brasileirão é muito pequena, apesar do discurso da equipe ser otimista, com alguns jogadores sonhando até com a classificação para a Copa Libertadores.

Abel Braga vem lidando bem com os problemas financeiros do clube, sabendo trabalhar com os jovens. No entanto, para um campeonato longo e desgastante, o elenco curto trará problemas. A torcida tricolor irá precisar comparecer aos estádios - ponto que vem deixando a desejar -, para ajudar a empurrar a equipe e afastar a zona de rebaixamento das Laranjeiras. 


TIME BASE