Guayaquil interdita estádio de Barcelona x Flamengo, mas decisão do ministério garante jogo

Comentários()
Monumental Isidro Romero Carbo Guayaquil Ecuador
Barcelona SC
Estádio Monumental foi interditado pela prefeitura, que voltou atrás. Ministério da Saúde garantiu realização do jogo nesta terça, às 19h15

Autoridades municipais de Guayaquil interditaram nesta terça-feira (22) o estádio Monumental, palco do jogo entre Barcelona e Flamengo, às 19h15 desta terça, pela quarta rodada do grupo A da Copa Libertadores da América. No entanto, horas depois da decisão municipal, uma ordem do Ministério da Saúde, uma autoridade nacional, garantiu a realização da partida. 

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Mais cedo nesta terça-feira, a prefeita de Guayaquil havia informado que autoridades sanitárias e de saúde da cidade iriam ao hotel do Flamengo para analisar a situação.

Em seguida, a prefeita assinou um documento interditando o estádio Monumental, forçando, assim, a suspensão da partida até segunda ordem. Poucas horas depois, essa "segunda ordem" chegou.

Enquanto isso, o Flamengo adotou a postura de aguardar informações oficiais antes de dar seu próximo passo. Vice-presidente de futebol do clube, Marcos Braz afirmou que esperava um comunicado oficial da Conmebol para definir o que seria feito por parte do Rubro-Negro.

"Não sei se é correto ou não, a gente respeita as autoridades. O que a gente pede é receber o documento oficial. O Flamengo recebeu todos os protocolos da Conmebol. O Flamengo, com calma, com tranquilidade, depois de receber o documento oficial, vai ver o que fazer. Faremos o que for melhor para Guayaquil, Equador e Flamengo", disse o dirigente.

"O jogo está suspenso. O Flamengo respeita e cumpre as determinações das autoridades locais. Disseram que o estádio não está mais apto a receber uma partida de futebol. Vamos aguardar o comunicado oficial da Conmebol para voltarmos ao Brasil", afirmou Braz à rádio La Radio Redonda.

Interditar o estádio foi uma saída de Guayaquil para forçar o cancelamento do jogo ou, no mínimo, receber uma posição da Conmebol, que demorou a responder à solicitação das autoridades locais. "Pelo menos neste estádio não haverá jogo de futebol hoje entre Barcelona e Flamengo", afirmou, também à rádio La Radio Redonda, Carlos Luis Salvador, diretor de saúde e higiene de Guayaquil.

O COE Nacional, autoridade superior ao COE Municipal, no entanto, definiu que a partida será disputada no mesmo horário, às 19h15, desta terça-feira (22), no estádio Monumental. Alex Anchundia, secretário geral da secretária de Gestão e Risco do Equador, afirmou que os atletas deverão entrar em campo sob um protocolo rígido e que o Flamengo terá que voltar ao Brasil imediatamente após o jogo. 

“O jogo deve ser disputado como diz o protocolo de biossegurança, onde estabelece que não se suspendam os jogos por casos positivos de covid-19. Os protocolos devem ser rígidos e os jogadores do Flamengo devem regressar ao Rio de Janeiro direto do estádio, sem voltar ao hotel”.

Mais artigos abaixo

O Flamengo soma nove casos confirmados de Covid-19. São sete jogadores, Diego Ribas, Bruno Henrique, Michael, Vitinho, Maurício Isla, Matheusinho e Filipe Luís, além do chefe do departamento médico do clube, Márcio Tannure, e de Juan, integrante do departamento de futebol. Todos tiveram positivo em seus testes nos últimos dias. 

Enquanto isso, quatro jogadores do Flamengo, chamados de  última hora por Domènec Torrent para completar o banco de reservas, desembarcaram em Guayaquil faltando cerca de 3 horas para o jogo. Eles saíram do Rio de Janeiro na manhã de segunda-feira, mas por problemas no percurso levaram mais de 24 horas para desembarcar na cidade equatoriana.

Fechar