Guardiola segue "na seca" e City não emplaca prêmios no FIFA The Best

Comentários()
Getty Images
Com o espanhol e o goleiro brasileiro Ederson na disputa, City encerra o The Best Fifa sem nenhum troféu

Foi realizada nesta segunda-feira (23) a edição 2019 do The Best FIFA, uma das principais premiações do futebol mundial. Com representantes em duas categorias, o Manchester City não levou o prêmio de melhor goleiro com Ederson, além de perder o troféu de melhor treinador, com Pep Guardiola. A dupla foi derrotada por Alisson e Jurgen Klopp, respectivamente, ambos do rival Liverpool.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste grátis o serviço por um mês!

Em segundo lugar na tabela da Premier League, o time comandado por Guardiola trava uma disputa direta com os Reds pela ponta da tabela. Campeão das duas últimas edições, o City foi superior ao Liverpool nos gramados dentro do futebol inglês, mas fora deles a história foi bem diferente.

Mais artigos abaixo

Ainda que tenha acumulado também conquistas nas últimas Copa da Liga Inglesa e Copa da Inglaterra, Guardiola seguiu sem vencer o prêmio de melhor treinador da Fifa desde 2011, quando comandou o Barcelona em uma das melhores temporadas de sua carreira: campeão em La Liga, na Champions League e no Mundial de Clubes, além de um vice-campeonato na Copa do Rei.

Desde então, Pep não conseguiu emplacar uma campanha na Champions digna das expectativas que o cercam, o que, por consequência, contribui para que ele não tenha vencido o prêmio do melhor técnico. Batendo na trave em campanhas com Bayern de Munique e City (e até Barça, em 2012), e sem sequer chegar à final da Champions, o espanhol viu outros concorrentes ganharem destaque no cenário internacional, sejam comandando clubes (Zinedine Zidane, Luis Enrique e Klopp) ou seleções (Joachim Löw e Didier Deschamps) - o próprio Mauricio Pochettino, responsável pela eliminação de sua equipe em 2019, terminou a votação em terceiro lugar.

O início do City em 2019/20 é avassalador - com direito a uma goleada histórica sobre o Norwich -, o que sugere que Pep, se conseguir deixar o 'quase' na Champions no passado, tem tudo para mudar essa escrita ao longo do próximo ano.

Fechar