Futebol no Brasil deve voltar em breve, diz Governo - mas estados estão divididos

Última atualização

Podemos ter futebol em breve no Brasil? Para o governo federal, com certeza. De acordo com Carlos da Costa, secretário especial de Produtividade, Emprego e Competividade do Ministério da Economia, o estado já está conversando com a CBF para uma retomada mais rápida das competições.

"Estamos conversando com a CBF e com os clubes para garantir que os protocolos sejam adequados. Será em breve." declarou o secretário, em entrevista concedida ao O Globo.

O problema é que ainda não há consenso entre vários dos principais estados da federação. Cada um está seguindo uma programação diferente, e tende a prorrogar ou não o isolamento social dependendo de indicadores particulares para cada lugar.

Assim, parece improvável, mesmo com as afirmações do governo, que as principais competições do futebol brasileiros consigam retornar tão cedo. O plano que está sendo criado não preveria grande eventos esportivos: todos os duelos seriam realizados sob portões fechados.

Mesmo assim, essa possibilidade só seria concretizada caso governos estaduais afrouxassem o isolamento social: o protocolo atual seguido por boa parte dos municípios e estados do Brasil não prevê a realização de eventos esportivos, grandes ou pequenos, durante a quarentena.

O estado de São Paulo e seu governador João Dória (PSDB), por exemplo, já criou um plano de afrouxamento da quarentena, que começaria neste próximo dia 11 de maio. Mesmo assim, ele seria realizado por etapas, e um acordo precisaria ser costurado para que fosse permitido a realização de partidas de futebol. Mesmo caso com Eduardo Leite (PSDB), governador do Rio Grande do Sul.

Mais artigos abaixo

Romeu Zema (NOVO), em Minas Gerais, é outro que já tem planos em vista para começar a flexibilizar o isolamento social. Mesmo assim, segundo o plano elaborado pelo governador, a realização de partidas de futebol estaria prevista apenas para o segundo semestre. 

No entanto, estados ainda divergem: Wilson Witzel (PSC), no Rio de Janeiro, e Rui Costa (PT), na Bahia, são dois dos governantes que devem prorrogar o isolamento social. No estado do Nordeste, ainda não há qualquer previsão de retomada, ao passo que em terras fluminenses, Witzel deve anunciar a manutenção da quarentena nesta segunda-feira (27).