Contusão de Rhodolfo pode ser um drama para o Flamengo no Brasileirão?

Comentários()
Gilvan de Souza/CR Flamengo
Segunda zaga menos vazada do Campeonato Brasileiro, o time de Zé Ricardo não precisa se assustar

Dentro de campo, o único problema enfrentado pelo Flamengo após a vitória por 1 a 0 sobre o Vasco, em São Januário, foram as lesões do zagueiro Rhodolfo e do jovem Léo Duarte. Como o capitão Réver sequer entrou no gramado por causa de uma indisposição estomacal, o técnico Zé Ricardo teve que improvisar o volante Rômulo no miolo da zaga durante a metade final do segundo tempo.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (10), Zé Ricardo exaltou a superação de seus comandados contra o arquirrival: “foi um grande poder de superação nosso, foram três jogos em seis dias, São Paulo, Palestino e Vasco. Demos poucas oportunidades ao Vasco”, avaliou.

Rhodolfo Flamengo São Paulo Brasileirão 03 07 2017Rhodolfo vinha fazendo boas exibições (Gilvan de Souza/ Flamengo)

Ainda nesta segunda-feira, o zagueiro Léo Duarte já começou a fisioterapia e Rhodolfo teve lesão confirmada em exame. Ambos serão desfalque para a partida contra o Grêmio, na próxima quinta-feira (13), na Ilha do Urubu. Será um grande problema para o técnico Zé Ricardo montar o seu miolo de defesa?

Drama para montar a zaga?

Zé Ricardo Botafogo Flamengo Carioca 12022017Sem desespero! (Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

Segunda defesa menos vazada do Brasileirão 2017 [8 gols sofridos, atrás apenas do Corinthians], a ausência de Rhodolfo não deve trazer grandes dificuldades ao treinador do clube da Gávea. Tudo isso na teoria, é claro.


VEJA TAMBÉM:


E tudo isso porque o capitão Réver está recuperado e treinou normalmente nesta segunda-feira (10). O camisa 15 é a estrutura principal na zaga rubro-negra, e esteve presente em dez partidas neste Campeonato Brasileiro. Se a zaga é segura, pode apostar que é por causa de Réver.

Rever Rafael Vaz Palestino Flamengo Copa Sudamericana 05072017Réver, o principail pilar na zaga (Foto: CR Flamengo)

Nas dez vezes em que esteve em campo, Réver contou com três companheiros diferentes: jogou com Rhodolfo – formando a zaga que todos veem como ideal - apenas diante do São Paulo; Juan foi o seu parceiro em cinco partidas [nas quais o Fla levou 6 gols] e Rafael Vaz em quatro [2 gols sofridos].

Em campo, o melhor companheiro de Réver foi Vaz – dois jogos sem levar gols, em relação a uma partida com Juan -, ainda que haja equilíbrio pela qualidade dos adversários enfrentados. Mas como todo o time do Flamengo tem demonstrado uma entrega admirável na hora de fazer o jogo defensivo, os zagueiros não costumam ficar desprotegidos. É por isso, e pelo que demonstrou até aqui no Brasileirão, que a ausência de Rhodolfo ainda não deverá ser sentida contra o Grêmio.

Números de Réver e Rhodolfo no Brasileirão 2017

Números de Juan e Vaz no Brasileirão 2017

Estatísticas do Flamengo no Brasileirão 2017

Próximo artigo:
Atacantes do Real Madrid somam 353 minutos sem marcar gol
Próximo artigo:
Corinthians busca tricampeonato paulista após 80 anos para se tornar o primeiro time a atingir tal feito quatro vezes
Próximo artigo:
Chelsea precisa de Higuaín, mas transferência pode atrasar
Próximo artigo:
Corinthians e Atlético-MG podem acertar troca de Romero e Luan
Próximo artigo:
Após vencer o Chelsea, Emery pede equilíbrio ao Arsenal
Fechar