Notícias Placares ao vivo
Jürgen Klopp

Exclusivo - Klopp explica como mudou a mentalidade do Liverpool: "Pequenas derrotas fortalecem"

09:16 BRT 07/08/2019
Jurgen Klopp Liverpool 2019
Nessa entrevista exclusiva para o Goal, o técnico dos Reds explica como seus jogadores conquistaram a Europa

“Ah, legal, sem câmeras!”

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

Jurgen Klopp está tranquilo. Sempre sorridente, o treinador concedeu entrevista exclusiva para o Goal em Nova York, durante a pré-temporada do Liverpool nos Estados Unidos, que foi longe de ser perfeita. Houveram derrotas e lesões, mas o título da Champions League em junho ainda não tirou a felicidade do alemão.

Foco e desejo estão presentes nos jogadores de Klopp. Eles têm características diferentes e vêm de lugares diferentes, mas foram unidos com um único propósito. Eles não somente queriam o sucesso, eles o buscaram. “Nós criamos um gosto por isso”, admitiu o treinador.

“Extremamente gigantes mentalmente”, ele chamou seus jogadores assim na última temporada, surpreso com a habilidade de seu time de manter a concentração e a esperança, para levantar a cabeça em todas as circunstâncias. “O que nós fizemos foi inacreditável”, disse. “Muito inacreditável.”

O Liverpool gastou dinheiro para chegar até esse patamar. Mas ao mesmo tempo que eles contrataram jogadores de alto nível, eles também o criaram. Seu desenvolvimento, como indivíduos e como coletivo, é prova do trabalho marcante de Klopp, que mistura motivação com táticas geniais.

“Veja, se um jogador não tem talento para o futebol, eu não posso fazer dele um grande jogador”, disse Klopp. “Mas em termos de mentalidade, eu acho que os humanos têm isso. Eu acho que está neles.”

Para explicar seu ponto de vista, ele cria um cenário muito dramático.

“A explicação para mim é a seguinte: quanto tempo eu posso ficar me segurando em um penhasco com apenas um dedo? Por quanto tempo eu vou conseguir salvar minha vida? Não tenho ideia, talvez 10 segundos ou um pouco mais? Mas se, na minha outra mão, eu estou segurando meu filho e eu tenho que salvá-lo, eu posso ficar ali por 3 dias – na minha imaginação.”

“Eu não faria isso por mim, faria por ele”, completa. “Quanto mais você se dá conta das diferentes coisas que você faz para diferentes pessoas e o quão valioso é isso, fica fácil ir além dos seus limites. Meus jogadores têm talento. E eles poderiam se segurar no penhasco por quatro anos, eu não tenho dúvidas!”

Então, o que trouxe essa mudança de mentalidade? Como esses jogadores que antes eram e até mesmo deixados de lado, puderam se refazer e alcançar o mais alto nível com o Liverpool nos últimos anos? Isso pode ser ensinado?

“Claro, todos podem aprender sobre mentalidade”, Klopp afirma. “Nós não somos mentalmente gigantes quando nascemos. Ninguém é. A vida nos faz ser assim. E nesse caso, o futebol nos ensina muito. Você perde um jogo e isso não é legal, mas se você usa isso a seu favor, pode fazer sentido. Se você não usa, de nada adianta. Pequenas derrotas fortalecem”.

Alguns dos jogadores estão com Klopp desde do primeiro dia, como Jordan Henderson e Roberto Firmino. Outros vieram e ajudaram a subir a barra com performances de alto nível e atitude em um processo lento que passou pelos últimos 18 meses.

“Quando eu cheguei, ninguém gostava desse time, nem mesmo o próprio time”, Klopp ri. “Mas é verdade. E hoje é totalmente diferente. É desenvolvimento, é tempo de trabalho e paciência que você dá aos jogadores”.