Europa League: final londrina deve ter pouquíssimos torcedores ingleses

Comentários()
Getty Images
Arsenal e Chelsea fazem derby em decisão da competição, mas poucos torcedores viajarão devido ao alto custo e a distância

A próxima final da Europa League, entre Chelsea e Arsenal, em Baku, será uma das mais mal frequentadas pelos torcedores que viajam do país de origem dos clubes.

Os dois times estão entre asequipes mais apoiadas na Europa, mas pouco mais de 3 mil torcedores são esperados, ocupando apenas metade da alocação o ferecida pela Uefa.

Quer assistir jogos ao vivo e de onde quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

Menos de 10% dos 68.700 lugares do estádio Olímpico Bakuserão preenchidos por torcedores da Inglaterra, mas provavelmente haverá fãs da Europa Oriental e Ásia, devido à popularidade dos clubes. 

Em fevereiro, a UEFA ofereceu 37.5 mil ingressos para torcedores de todo o mundo, excluindo os oferecidos aos fãs de ambos os finalistas.

O comitê organizador local, associações nacionais, parceiros comerciais, empresas de radiodifusão e pacotes de hospitalidade corporativa recebem o restante.

Os custos de viagem e voo podem chegar a £ 3000 ($ 3800) para os torcedores, já que os hotéis e as companhias aéreas lucram com o aumento da demanda que a final trouxe. Para muitos ingleses, os vôos diretos não são uma opção, e os torcedores que enfrentarão múltiplas trocas ou até longas viagens de ônibus dos países vizinhos.

No entanto, a UEFA defendeu a escolha de Baku como cidadeanfitriã em recente comunicado.

"Uma final inglesa disputada por dois times de Londres não foi um evento muito previsível no momento da nomeação", disse a carta da UEFA.

"Há poucas dúvidas de que isso tenha adicionado dificuldades significativas à logística do evento.

"Nós realmente sentimos muito pelos problemas que seus fãs estão encontrando tentando organizar sua jornada para Baku.

"Nossos especialistas estão trabalhando intensamente nesse assunto com o objetivo de ajudar a encontrar soluções mais baratas para os torcedores viajantes. Gostaríamos de receber um esforço conjunto com o seu clube a esse respeito".

Mais artigos abaixo

O Arsenal e os dirigentes de ambas as equipes criticaram a decisão de sediar a final em Baku nos últimos dias. Há mais controvérsias em torno de Henrikh Mkhitaryan, que se recusou a viajar para o jogo devido a temores de segurança.

O jogador armênio não está disposto a arriscar sua segurança devido a uma guerra em curso entre seu país natal e o Azerbaijão.

Fechar