Dembélé, o último rebelde a chegar ao Barcelona

Comentários()
Getty Images
Com apenas 20 anos, se tornou a segunda contratação mais cara da história. Veja como ele deixou o Borussia e o que ele fez para sair do Rennes

O último dos rebeldes foi anunciado nesta sexta-feira (25) pelo Barcelona. ​​Pior ainda para um clube, que nunca pagou tanto por um jogador quanto investiu em Ousmane Dembélé, é saber que os 105 milhões de euros desembolsados, poderiam ter sido apenas 15 milhões há um ano atrás. No entanto, o jovem atleta tinha outros planos. Ele não quis ser reserva do  trio 'MSN' e a ‘jogada’ não deu errado. Após 12 meses ele já é a segunda contratação mais cara da história, superada apenas pela transferência de Neymar para o PSG. "Eu quero crescer e por isso preciso jogar todos os domingos. Mas um dia eu vou jogar no Barça ", previu corretamente.

Nem Mourinho nem Guardiola nem Zidane usaram uma tática mais efetiva. Dembélé, admirador de David Beckham ("Tudo começou quando meu tio me deu uma camiseta de Beckham"), bateu de frente com a diretoria do Borussia Dortmund para deixar a Bundesliga. Isso lhe custou vários críticas de seus companheiros. Sokratis, por exemplo, disse a revista Kicker que "Ousmane deveria perceber que nenhum jogador é maior do que a equipe". A conta bancária do ambidestro Dembélé certamente não se preocupou com isso. Muito menos o Borussia Dortmund, que fez um negócio espetacular.

Dembele at Barca 4-3-3

Mas não foi a primeira vez que Dembélé se ‘rebelou’ por uma transferência. O francês já havia feito o mesmo no verão de 2015 porque tanto o Benfica quanto o Red Bull Salzburg lhe ofereceram muito mais dinheiro do que ele ganhava no Rennes. Mas o clube da Ligue1 evitou sua saída aumentando o salário do jogador e, também, aumentando sua cláusula de rescisão, que passou de três para cinco milhões de euros. O seu crescimento foi indiscutível e, após a sua grande temporada 2015-16 na França, Robert Fernandez tentou sua contratação. O secretário técnico do Barcelona, ​​no entanto, não conseguiu convencer o menino que também interessava o Bayern de Munique.

Ousmane Dembele
Crédito: Getty

Mas Dembélé terminou no Dortmund, que pagou 15 milhões de euros ao Rennes depois de uma manobra controversa: os franceses forçaram o jogador a trocar de agente e incluíram uma nova cláusula de rescisão. Assim, ele assinou por cinco anos com os alemães, comandados por Thomas Tuchel. Na verdade, a saída do treinador no final da temporada foi uma das razões pelas quais o jogador decidiu deixar o Signal Iduna Park e mudar sua rebeldia para Barcelona.


VEJA TAMBÉM:


Fechar