Clubes argentinos se unem contra Ditadura Militar: "nunca mais"

Comentários()
Reprodução
"Dia Nacional da Memória pela Verdade e Justiça" celebra a memória das vítimas dos militares no país

O dia 24 de março é uma data de união para os clubes argentinos. Não houve espaço para rivalidades quentes como a Boca Juniors x River Plate neste domingo. A data marca o Dia Nacional da Memória pela Verdade e Justiça, momento para lembrar das vítimas da Ditadura Militar ocorrida no país, e os times deram seu apoio.

Nas redes sociais, os principais clubes da Argentina fizeram posts com referência à data e com mensagens sobre a questão. O principal recado foi a hashtag levantada pelas equipes: #NuncaMás, ou seja, "nunca mais". 

Em 1976, nesta mesma data, o general Jorge Rafael Videla derrubou a presidente Isabelita Perón em um golpe de estado e iniciou uma ditadura brutal que durou sete anos e levou a cerca de 30 mil vítimas, entre mortos e desaparecidos. Desde 2003, o dia foi batizado como Dia Nacional da Memória pela Verdade e Justiça.

Acompanhe a comoção dos clubes argentinos:

Fechar