Caso Guerrero: Corte da Suíça nega recurso da Fifa para diminuir a pena do atacante

Comentários()
Getty Images
Jogador ainda tem recurso a ser julgado com o pedido de redução da suspensão

O Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) negou o recurso da Fifa em relação à suspensão de Paolo Guerrero, flagrado no exame antidoping em novembro de 2017, quando ainda defendia o Flamengo mas estava em compromisso com a seleção do Peru.

O jogador já teve a pena suspensa no período da Copa do Mundo para que pudesse disputar a competição que não tinha a presença da equipe Sul-Americana desde 1982.

O gancho atual vai até 23 de abril de 2019 e, mesmo com a tentativa de intervenção do órgão máximo do futebol mundial, o veredicto não foi alterado. A própria Fifa, que impôs a primeira punição de um ano, reduziu o período de inatividade do centroavante para seis meses, mas a Agência Mundial Antidoping (Wada) entendeu que o tempo de suspensão era pouco e aumentou para 14 meses.

GFX Guerrero Coca 23112018

A defesa de Guerrero ainda tenta anular a decisão do TAS com outro recurso para que o peruano esteja livre para participar das atividades que envolvam o esporte já no início de 2019.

Vale lembrar que enquanto estava com a liminar que o permitiu jogar o Mundial da Rússia, o camisa 9 foi contratado pelo Internacional com vínculo de três anos.

Fechar