Barcelona e sua vida difícil: Coutinho reestreia mal e zagueiro salva time da derrota

Última atualização
Getty

Zagueiro improvisado como centroavante nos últimos minutos, gol de empate milagroso nos acréscimos, em casa, contra um time da parte de baixo da tabela... nem parece que estamos falando do Barcelona. Mas foi isso que aconteceu no empate por 1 a 1 diante do Granada, nesta terça-feira (20), no Camp Nou.

Com duas vitórias e dois empates, o Barça continua invicto no Campeonato Espanhol, mas passa longe de impressionar. Na sétima colocação, vê seus rivais diretos pelo título se distanciarem, ao mesmo tempo que já sofreu 3 a 0 do Bayern de Munique na estreia pela Liga dos Campeões da Uefa. Dias difíceis para um time que a pouco tempo era o sonho de qualquer jogador.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O empate contra o Granada também marcou a reestreia como titular de um desses atletas que um dia já foi seduzido pelos "encantos" do Camp Nou: Philippe Coutinho. Esperança de parte da torcida, não conseguiu recuperar a sua melhor forma e teve atuação tímida até ser substituído pelo jovem Gavi - que deu a assistência para o gol de empate.

Claro: ainda foi o primeiro jogo de Coutinho como titular em seu retorno aos gramados e o atleta obviamente estava sem tempo de jogo. Mas já acende um sinal de alerta na torcida, que sonhava com o mesmo meia que encantou nos tempos de Liverpool sendo um "reforço caseiro" para o Barcelona. Por enquanto, mais do mesmo para o brasileiro no Camp Nou.

Nesse cenário com Coutinho mal, Depay perdendo chances e Luuk de Jong pouco produtivo, foi o jovem zagueiro Ronald Araújo quem decidiu nos acréscimos.

Cada vez mais consolidado no miolo de zaga do Barça, vai surgindo como uma das poucas boas notícias do clube na temporada até o momento. Alto, forte, veloz, tranquilo para sair jogando e demonstrando a típica raça uruguaia, comemorou o gol de empate como se fosse um título. após subir mais alto que a zaga do Granada e dar uma testada na bola sem chances para o goleiro Maximiano.

Mesmo que alguns até possam considerar a comemoração do defensor excessiva para um empate contra o Granada, talvez seja justamente disso que o Barcelona precise: confiança, luta e entrega ao máximo, claro que sem perder a técnica. Mais Araújos, então.

"Temos que corrigir nossa falta de concentração. Acho que fizemos uma grande partida, fomos protagonistas, jogamos para vencer." comentou o zagueiro uruguaio após a partida. "Estou muito contente por ajudar no gol. Temos que seguir em frente, ainda precisamos melhorar muito e o foco é o Cádiz na próxima rodada."