Após nova decepção na Copa do Mundo, Kempes se oferece para comandar a Argentina

Comentários()
Getty Images
Com o futuro incerto de Jorge Sampaoli, um dos grandes heróis de 1978 está disposto a comandar a Albiceleste

banner Copa 2018

Destaque na conquista da Copa do Mundo de 1978, na qual a anfitriã Argentina levantou a taça da competição, Mario Kempes disse que estaria disposto a comandar a Albiceleste caso Jorge Sampaoli seja demitido do cargo.

O vínculo entre Sampaoli e Argentina se estende até 2022. Entretanto, as atuações da equipe na Rússia renderam uma campanha inferior ao esperado, além da eliminação do Mundial para a França nas oitavas de final da competição.

A Federação de Futebol da Argentina não emitiu nenhuma nota oficial sobre o futuro do atual comandante. Mas, em entrevista a ESPN, Kempes já se ofereceu para substituir o ex-técnico do Chile.

"Não é fácil levar adiante a seleção, porque você tem um país inteiro atrás de você. Mas eu estaria disposto a assumir o comando da seleção argentina”, disse.

Mario Kempes
(Foto: Getty Images)

Kempes balançou as redes duas vezes na final da Copa de 1978, na vitória por 3 a 1 sobre a Holanda. No entanto, sua carreira como técnico não segue o mesmo caminho de quando era atleta profissional. Aos 63 anos, comandou clubes na Albânia, Itália, Bolívia e Indonésia sem sucesso.

O ex-jogador não é o primeiro a oferecer “ajuda” para a seleção argentina. Recentemente, Diego Maradona disse que treinaria os Albiceleste de forma gratuita. Vale ressaltar que Maradona esteve no cargo entre 2008 e 2010... mas sem grandes destaques.

Fechar