Notícias Placares ao vivo
Shakhtar Donetsk

Alvos de racismo, brasileiros do Shakhtar se revoltam e choram em clássico

16:41 BRST 10/11/2019
Taison Shakhtar Kiev 10 11 2019
Taison, inclusive, reagiu e acabou sendo expulso; vitória sobre o Dínamo de Kiev não foi comemorada

O Shakhtar Donetsk venceu o Dínamo de Kiev por 1 a 0 no maior clássico do futebol ucraniano, mas o jogo realizado neste domingo (10) ficou marcado por mais uma manifestação explícita de racismo.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Desde o início da contenda, realizada no estádio do Metalist, a torcida visitante perseguia os brasileiros; primeiro foi contra Dentinho e depois os insultos raciais se direcionaram para Taison. Revoltado, o atacante, ex-Internacional, mostrou o dedo do meio para os racistas e, assim como Mario Balotelli fez semanas atrás na Itália, pegou a bola e chutou na direção da torcida que proferia as provocações.

Os jogadores do Shakhtar mostraram apoio aos brasileiros e, com anuência do árbitro, interromperam a partida. A revolta de Dentinho e Taison, então, passaram para uma profunda tristeza e foi impossível segurar as lágrimas. Antes da partida ser retomada, Taison recebeu o cartão vermelho por causa de sua reação.

O zagueiro Serhiy Kryvtsov já havia feito o gol da vitória por 1 a 0, resultado que mantém o Shakhtar isolado na primeira posição: após 14 jogos, 13 vitórias e um empate a equipe de Donetsk soma 40 pontos – o Dínamo é o terceiro colocado, com 27 pontos, um a menos em relação ao vice-líder Zorya Luhansk.

Mas não era dia de comemorar, em meio a tantas atitudes estúpidas. Através de suas redes sociais, o Shakhtar abraçou seus jogadores pedindo o fim do racismo e mais respeito.

Resta saber como UEFA e Fifa continuarão a tratar este tema. Já está mais do que evidente que tanto o protocolo quanto as punições de hoje são demasiadamente brandas e não estão resolvendo o problema.