Notícias Placares ao vivo
Alisson

Alisson critica calendário e comenta virada do Liverpool: "Demos muito mole"

18:07 BRT 02/11/2019
Alisson Liverpool 2019
Goleiro dos Reds endossou o técnico Jürgen Klopp ao falar sobre o calendário do futebol inglês e viu erros cruciais da equipe na vitória sobre o Villa

Alisson concedeu entrevista exclusiva ao DAZN, um dos detentores dos direitos de transmissão da Premier League, na tarde deste sábado, depois da vitória do Liverpool sobre o Aston Villa, pela 11ª rodada da competição.

O goleiro fez cobranças ao elenco sobre a atuação diante do time que ocupa a 16ª posição do Campeonato Inglês e luta contra o rebaixamento neste momento do torneio nacional.

"A gente tem colocado esse coração aí desde o início do jogo. A gente deu muito mole hoje. Estou feliz pela vitória, mas a gente sabe que pode render mais em campo. Esse tipo de jogo é assim na Premier League, tem que colocar o coração. A gente não pode dar um passo para trás. Dentro do jogo, vai ser dessa maneira. A equipe está de parabéns pela vitória. A atuação poderia ser melhor em termos de concentração, intensidade. A gente foi premiado com a vitória e ser realista para poder dar mais dentro de campo", afirmou.

"Falar as coisas a gente sempre fala antes da partida. A gente sabia que encontraria uma equipe que deixaria a vida dentro de campo, que pressionaria a gente, faltou um pouco de calma, trabalhar melhor a bola, fazer o que a gente faz em casa. Eu falo da minha parte também. Chutei bolas que poderia tentar trabalhar mais. No intervalo, a cobrança ajudou bastante. A nossa postura veio diferente. Nos 90 minutos, é difícil, mas a gente precisa de mais intensidade nas partidas", acrescentou.

O jogador ainda endossou um discurso de Jürgen Klopp, que se queixou do calendário do futebol inglês no decorrer da última semana.

"Ele foi muito feliz no que disse. Chega um momento que cansa de falar sobre calendário. a gente vê o calendário apertado em todo lugar do mundo. Os clubes têm que se unir com as federações para tentar uma solução diferente. Isso vai ajudar a ter atuações de alto nível, o espetáculo só tem a ganhar. A gente lida com o que a gente tem. O jogador quer, ele é fominha. Agora, a gente tem que fazer a nossa parte para conseguir os melhores resultados", concluiu.