Seleção dá década do Francês tem Mbappé, Ibra e trio brasileiro; Neymar está fora

Comentários()
Getty
Com 2020 chegando, a Goal escolheu os melhores da Ligue 1 nos últimos 10 anos; PSG domina a escalação

A Ligue 1 se transformou em um dos principais campeonatos da Europa nos últimos anos. Com grandes investimentos, jogadores de alto nível atuaram na França nos últimos dez anos.

Outros jogadores começaram suas carreiras atuando por clubes franceses e ganharam status de craques mundiais.

A Goal montou uma escalação com os melhores jogadores que atuaram na Ligue 1, por posição, na última década. O domínio é grande do PSG, mas outros times também emplacaram alguns grandes nomes nesse timaço. Confira:

  1. Getty Images

    Goleiro: Steve Mandanda

    Entre idas e vindas de goleiros nos últimos dez anos na Ligue 1, Mandanda permaneceu - menos por um breve e infeliz período no Crystal Palace, da Inglaterra. O goleiro do Marseille não foi um dos mais apreciados no mundo na última década, mas foi nomeado quatro vezes como o melhor goleiro da Ligue 1 desde 2010.

    Com certeza, ele é um dos mais respeitados goleiros na França, tanto pelo seu trabalho no clube quanto na seleção francesa, mesmo perdendo espaço para Lloris e, mais recentemente, Areola. Nos últimos dez anos, Mandanda ganhou uma Ligue 1 e três Copas da Liga Francesa.

  2. Getty Images

    Lateral direito: Christophe Jallet

    Assim como Mandanda, Jallet não é um dos nomes de mais destaque na Ligue 1, mas ninguém pode negar que ele fez por merecer seu lugar no time da década. Ao longo dos últimos dez anos, ele foi muito consistente, mesmo passando por vários clubes.

    Jallet foi um dos poucos jogadores contratados antes da chegada de Nasser Al Khelaifi a permanecer por um bom tempo no PSG. Após passagens por Lyon e Nice, hoje ele atua pelo Amiens, ele acumula na bagagem dois títulos da Ligue 1, além de ter vencido também a Copa da França e a Copa da Liga, uma vez cada.

  3. Getty Images

    Zagueiro: Marquinhos

    Quando Marquinhos chegou ao PSG em 2013, após passagem pela Roma, da Itália, havia uma impressão de que o brasileiro usaria o clube francês e a Ligue 1 como uma ponte para chegar ao Barcelona. Houve, sim, interesse do clube catalão, mas Marquinhos se comprometeu com o PSG.

    Aos 25 anos, ele se tornou um dos principais zagueiros do mundo, mostrando não só qualidade mas também versatilidade: ele já jogou como lateral-direito e volante em algumas oportunidades. Marquinhos recebeu até mosaico de sua torcida e já soma cinco títulos da Ligue 1.

  4. Getty Images

    Zagueiro: Thiago Silva

    Desde 2012, Thiago Silva tem sido um dos pilares do PSG. Já são quase 200 jogos só na Ligue 1 com a camisa do clube da capital. Quando ele chegou ao time, ele já era um dos principais zagueiros do mundo e, mesmo que sua reputação tenha caído um pouco, ele mantém sua classe aos 35 anos.

    O brasileiro já venceu seis vezes o campeonato francês e esteve presente em sete oportunidades no Time do Ano da Ligue 1.

  5. Getty Images

    Lateral esquerdo: Maxwell

    Mais um brasileiro para completar a melhor defesa da última década na Ligue 1. Maxwell jogou os últimos cinco anos de sua carreira no PSG, fazendo 145 aparições no campeonato francês. Grande amigo de Ibrahimovic, ele era figura fundamental no vestiário do PSG, onde agia como um tradutor.

    Mas a função do lateral não ficava restrita aos bastidores. Dentro de campo, Maxwell era um ótimo lateral e foi peça chave no início do período de dominação do PSG na liga. Foram quatro títulos da Ligue 1 e outraz dez conquistas no período que ficou no clube da capital.

  6. Meio-campo: Marco Verratti

    Verratti chegou ao PSG como uma das maiores promessas do futebol italiano, em 2012. Ele talvez não tenha entregado tudo o que se esperava, mas não há dúvidas que ele realmente se tornou um dos maiores destaques da Ligue 1.

    Poucos jogadores tem a mesma frieza do italiano quando têm a bola. Ele também ganhou a reputação de um defensor muito competitivo e de um jogador que pode ditar o ritmo de uma partida. Ele também já soma seis títulos do campeonato francês.

  7. Getty Images

    Meio-campo: Nabil Fekir

    Antes de surpreender muita gente e se transferir para o Bétis, na última janela de transferências, Fekir foi um dos grandes destaques do Lyon desde 2013, quando apareceu para o futebol. Ele mostrou uma performance muito consistente, marcando 54 gols em 144 jogos pelo clube de sua cidade.

    Embora tenha sofrido uma grave lesão no joelho em 2015-16, nenhum outro meio-campista atingiu o nível que Fekir teve em seu período no Lyon. Ele foi até convocado para a Copa do Mundo de 2018, quando venceu o título com a França.

  8. Getty

    Meio-campo: Blaise Matuidi

    Matuidi foi um craque na Ligue 1, se destacando tanto pelo Saint-Ettiene quanto pelo PSG, antes de se transferir para a Juventus em 2017. Não há dúvidas de que ele foi, por muitos anos, um dos meio-campistas mais subestimados do futebol mundial.

    Ele permaneceu no PSG mesmo após os grandes investimentos começarem, mostrando o quanto ele era valioso para o time. Conhecido antes por ser um jogador que atuava mais defensivamente, Matuidi evoluiu demais atacando, atuando como um "elemento surpresa" que era capaz de decidir jogos.

  9. FRANCK FIFE

    Atacante: Edinson Cavani

    O maior artilheiro da história do PSG não poderia ficar de fora desta seleção. Ele chegou ao clube em 2013, como uma das principais contratação do clube e não demorou muito para o uruguaio se tornar um ídolo da torcida parisiense.

    Ele começou sua trajetória na França atuando como um ponta-direito, mas com o tempo, foi deslocado para o comando de ataque e nesta posição ele alcanço o incrível número de quase um gol por partida. Já são cinco Ligue 1 para sua galeria de troféus.

  10. AFP

    Atacante: Zlatan Ibrahimovic

    A nova era do PSG realmente ganhou força quando Ibrahimovic foi contratado junto ao Milan em 2012. Embora já havia ultrapassado seus 30 anos, Ibra marcou 113 gols em 122 partidas na Ligue 1.

    Ele buscando sempre os holofotes, Ibra ganhou o prêmio de "Gol do Ano" em 2013, com aquele gol no estilo "escorpião" contra o Bastia. Suas entrevistas fizeram dele um dos jogadores favoritos não só da torcida do PSG, mas também da imprensa local. Ibra venceu três vezes o prêmio de melhor jogador do ano na França.

  11. Getty Images

    Atacante: Kylian Mbappé

    Mbappé tem apenas 20 anos, mas desde sua estreia na Ligue 1 em 2015, ele já mostrava que seria um dos grandes jogadores do futebol mundial. Ele já se estabeleceu como um dos melhores jogadores do mundo, mesmo tão jovem, destruindo recordes e colecionando conquistas.

    Fundamental para o surpreendente título do Monaco em 2017, Mbappé fez o PSG desembolsar 180 milhões de euros para tê-lo em seu elenco. E o investimento valeu a pena. Ele já venceu o prêmio de melhor jovem jogador da Ligue 1 por três vezes, mesmo número de títulos da liga que ele tem. Já são 63 gols e 30 assistências em pouco mais de 100 jogos no campeonato.

  12. Getty

    Menções Honrosas

    Embora tenha sido a contratação mais cara da história do futebol e tenha um desempenho incrível na Ligue 1 (21 gols em 42 jogos), as duas temporadas de Neymar não são suficientes para colocá-lo entre os melhores da década. Se esperava muito mais do brasileiro e ele tem enfrentado diversas lesões com a camisa do PSG.

    Eden Hazard ganhou o prêmio de melhor jovem jogador atuando com o Lille, mas seu curto período no clube também o tirou da seleção da década. Alexandre Lacazette esteve presente por três vezes na seleção do ano da Ligue 1 em seu período no Lyon, e foi considerado para o atacante do time dos últimos dez anos.

    Dimitri Payet, Mathieu Debuchy e Serge Aurier também são nomes para ser lembrados nestes últimos dez anos.

  13. Getty Images

    Escalação da década da Ligue 1

    Assim é a formação da seleção dos últimos anos do campeonato francês.