Notícias Jogos
Brasileirão Série A

Os treinadores demitidos no futebol brasileiro em 2022

19:29 BRT 10/11/2022
Mauricio Barbieri, Estudiantes x RB Bragantino, Libertadores, 26042022
De Sylvinho até Barbieri, a temporada atual apresenta uma longa lista de técnicos que já deixaram seus clubes

Em pesquisa publicada recentemente, o Observatório do Futebol (CIES) listou 90 países e o Brasil aparece como o que dá menos tempo de trabalho para seus treinadores.

A cada temporada, vemos o ciclo de demissões se repetindo e 2022 não tem sido diferente. Muitas demissões e, inclusive, um recorde para a primeira rodada do Brasileirão em pontos corridos. Após apenas uma rodada, dois treinadores foram demitidos de seus clubes – Marquinhos Santos no América Mineiro, e Alberto Valentim no Athletico.

Cientes de que esta lista só vai aumentar, nós da GOAL separamos quais treinadores já foram demitidos de seus clubes nesta temporada 2022 de futebol brasileiro. Alguns destes, inclusive, demitidos com bons números, mas com um futebol que já não era tão bem visto pela diretoria dos respectivos clubes e nem torcedores.

  • Não foram demitidos, mas deixaram os clubes

    • Felipe Conceição (deixou a Chapecoense para treinar o Náutico)
    • Marcelo Cabo (pediu demissão do Atlético-GO)
    • Jorge Ferreira (pediu demissão do Paraná)
    • Dorival Júnior (deixou o Ceará para treinar o Flamengo)
    • Lisca (pediu demissão do Santos)
  • Mauricio Barbieri, Estudiantes x RB Bragantino, Libertadores, 26042022

    Maurício Barbieri (Red Bull Bragantino)

    O Red Bull Bragantino anunciou a demissão do técnico Maurício Barbieri após mais de dois anos no cargo. O desligamento aconteceu após a goleada por 6 a 0 para o Fortaleza, pela penúltima rodada do Brasileirão. Ele comandou o time em 160 jogos, totalizando 63 vitórias, 47 empates e 50 derrotas.

  • Jorginho, Vasco x Novorizontino, Série B, 08102022

    Jorginho (Vasco)

    O Vasco da Gama anunciou oficialmente o fim do vínculo com o técnico Jorginho. Ele chegou ao Vasco no início de setembro com a missão de levar o clube ao acesso em 10 jogos e conseguiu na última rodada, na vitória por 1 a 0 sobre o Ituano, fora de casa. Ao todo, foram cinco vitórias, dois empates e três derrotas - 56,6% de aproveitamento.

  • Lucho González Ceará

    Lucho González (Ceará)

    O treinador deixou o Ceará no dia 28 de outubro, após dez jogos no comando, com apenas uma vitória, quatro empates, e cinco derrotas pelo Vovô.

  • Lisca Avaí Brasileirão 2022

    Lisca (Avaí)

    O treinador deixou o Leão após 41 dias no comando, com apenas uma vitória, e seis derrotas consecutivas.

  • Eduardo Baptista Palmeiras Penarol Copa Libertadores 12042017

    Eduardo Baptista (Atlético-GO)

    Eduardo Baptista deixou o comando do Dragão no dia 29 de setembro, após seis jogos, com apenas uma vitória, e cinco derrotas.

  • Eduardo Barroca Botafogo São Paulo Brasileirão Série A 21092019

    Eduardo Barroca (Avaí)

    Treinador é demitido pela equipe após 34 jogos disputados desde fevereiro de 2022, somando oito vitórias, dez empates e 16 derrotas. O Avaí anunciou a demissão de Barroca na manhã seguinte após o empate, em casa, com o Athletico, por 1 a 1.

  • Jorginho - Atlético-GO 2022

    Jorginho (Atlético-GO)

    A equipe goiana optou pela demissão do técnico Jorginho após a queda na Copa do brasil, para o Corinthians, e a derrota no clássico, para o Goiás, por 2 a 0. O treinador somou 27 jogos nesta passagem pela equipe do Atlético-GO, com dez vitórias, seis empates e 11 derrotas.

  • Roger Machado Sport x Grêmio 13062022

    Roger Machado (Grêmio)

    Para a chegada de Renato Gaúcho de volta ao Grêmio, a equipe Tricolor precisou optar pela demissão de Roger Machado, que fazia uma sequência abaixo pelo clube. Nesta passagem, o treinador somou 37 partidas comandando o time, com 17 vitórias, 12 empates e oito derrotas.

  • Paulo Sousa, Flamengo x Universidad Católica, Libertadores, 17052022

    Paulo Sousa (Flamengo)

    O treinador português acabou demitido pelo Flamengo devido ao mal desempenho da equipe em campo durante os jogos em seus comandos. Ao todo, o rubro-negro perdeu apenas seis vezes, além de vencer 19 partidas e empatar outras sete.

  • Antonio Mohamed, Atlético-MG, 2022

    Antonio Mohamed (Atlético-MG)

    Após sete meses ao comando do Galo, "El Turco" acabou deixando a equipe depois de demitido pela diretoria da equipe mineira. Ao todo, foram 45 jogos disputados, com 27 vitórias, 13 empates e cinco derrotas.

  • Morinigo (Paraguay) 18-01-19

    Gustavo Morínigo (Coritiba)

    Com 100 jogos comandados, o treinador paraguaio Gustavo Morínigo acabou sendo demitido do Coritiba com 44 vitórias, 22 empates e 34 derrotas.

    A equipe, nos últimos dez confrontos embates comandados pelo técnico, somou sete derrotas, o que pesou para sua despedida.

  • Eduardo Baptista Sport Club Recife 04 09 2014

    Eduardo Baptista (Juventude)

    O treinador de 50 anos comandou a equipe do Rio Grande do Sul em apenas 17 partidas, com apenas três vitórias conquistadas, cinco empates e nove derrotas, o que causou decepção por parte da diretoria do clube, optando por sua demissão.

  • Fabián Bustos Santos, Paulista 2022

    Fabián Bustos (Santos)

    Depois de uma longa sequência de seis jogos sem vitórias, dentre os quais podemos incluir uma goleada por 4 a 0 sofrida contra o Corinthians e uma eliminação nos pênaltis para o Deportivo Táchira, da Venezuela, na Copa Sul-Americana, Fabián Bustos foi demitido do Santos.

    O argentino comandou o time em 28 partidas: oito vitórias, 12 empates e nove derrotas.

  • Gilson Kleina Chapecoense

    Gilson Kleina (Chapecoense)

    A segunda passagem de Gilson Kleina pela Chape foi curta: 16 jogos, quatro vitórias, seis empates e seis derrotas. A saída do treinador foi sacramentada após revés da Chapecoense, por 3 a 0, para o Londrina, pela Série B do Brasileirão 2022.

  • Luan Carlos (Brusque)

    O técnico de 30 anos foi demitido do Quadricolor no dia 31 de agosto, após 20 partidas no comando, com cinco vitórias, seis empates e nove derrotas.

  • Gilmar dal Pozzo, ex-técnico do Sport Recife, 2022

    Gilmar dal Pozzo (Sport Recife)

    O treinador gaúcho passou o campeonato catarinense comandando o Joinville. Após o término do estadual, ele deixou o clube e foi contratado pelo Sport, depois de um processo de busca de um novo treinador, que durou mais de 15 dias e teve vários candidatos entrevistados.

    Atualmente o Leão da Ilha está em quinto lugar na Série B, mas venceu apenas um dos últimos seis jogos, com duas derrotas e três empates. A sequência ruim foi o suficiente para a queda do comandante.

  • Guto Ferreira EC Bahia 2017

    Guto Ferreira (Bahia)

    Mais um ciclo de Guto Ferreira acabou no comando do Esquadrão de Aço. Foi sua terceira passagem como técnico do Bahia. Ele assumiu o clube de Salvador em outubro de 2021. Mesmo não conseguindo evitar o rebaixamento para a Série B na temporada passada, Guto permaneceu no clube e teve um ótimo início de campeonato da segunda divisão, chegando a liderar o torneio por algumas rodadas.

    Porém, as três derrotas consecutivas (duas na Série B e uma na Copa do Brasil), acabaram com a continuidade do trabalho do 'Gordiola' na equipe baiana.

  • Umberto Louzer

    Umberto Louzer (Atlético-GO)

    Ainda neste começo de Brasileirão, Umberto Louzer foi mais um a ser demitido na Série A. Depois da derrota do Dragão por 2 a 0 para o Atlético-MG, o clube goiano anunciou o deligamento do treinador, que foi campeão estadual pela equipe nesta temporada.

    Em nota, o clube agradeceu Louzer pelo trabalho, mas disse precisar de uma nova filosofia de trabalho neste momento. Já nesta terça-feira, 16 de maio, dia seguinte da demissão, o retorno de Jorginho ao comando da equipe foi anunciado.

  • Pintado, ex-técnico do Cuiabá, 2022

    Pintado (Cuiabá)

    Após queda para o Atlético-GO nos pênaltis, o Cuiabá anunciou a demissão do técnico Pintado, cargo que agora será assumido pelo auxiliar Luiz Fernando Iubel.

    O treinador de 56 anos conquistou, ainda, o campeonato estadual com o Dourado, quando venceu o União Rondoniense na final do torneio. Ao todo, foram 21 duelos disputados, com 11 vitórias, cinco empates e cinco derrotas do Cuiabá aos comandos de Pintado.

  • Abel Braga Fluminense Millonarios Libertadores 01 03 2022

    Abel Braga (Fluminense)

    Após empatar com o Union Santa Fe na Copa Sul-Americana, o treinador e a equipe do Fluminense acabaram vaiados e Abel Braga resolveu entregar o cargo de técnico do Tricolor.

    Apesar dos bons números nesta última passagem, com 17 vitórias, quatro empates e cinco derrotas, além de conquistar o Cariocão e a Taça Guanabara deste ano, a fase e sequência do Fluminense ficavam mais complicadas, e Abel Braga acabou não resistindo.

  • Alexander Medina, Grêmio x Internacional, Gauchão, 23032022

    Alexander Medina (Internacional)

    Após 17 partidas no comando do Internacional, com seis vitórias, seis empates e cinco derrotas, o mal rendimento do treinador na equipe fez com que Medina fosse desligado dos trabalhos com a equipe colorada na sexta-feira, 15 de abril de 2022.

    O técnico acabou saindo da equipe no dia seguinte ao empate com o Guaireña, do Paraguai, no Beira-Rio, por 1 a 1.

  • Marquinhos Santos - Bahia

    Marquinhos Santos (América-MG e Ceará)

    Depois de uma excelente campanha na reta final do Brasileirão de 2021, que inclusive levou o América-MG à sua primeira Libertadores, o início de 2022 não tem sido dos melhores, em relação a resultados para o Coelho.

    Em 11 de abril, Marquinhos Santos deixou o clube mineiro após derrota por 1 a 0 contra o Avaí, pelo Brasileirão.

  • Alberto Valentim Athletico-PR campeão Copa Sul-Americana 2021 20 11 2021

    Alberto Valentim (Athletico-PR)

    Apesar do título na Copa Sul-Americana em 2021 e do vice na Copa do Brasil do mesmo ano, Alberto Valentim nunca chegou a convencer o torcedor do Furacão como treinador.

    A demissão de Alberto foi anunciada em 10 de abril, após goleada por 4 a 0 sofrida contra o São Paulo pela primeira rodada do Brasileirão de 2022.

  • Thiago Nunes Athletico Paranaense Boca Octavos de final Copa Libertadores

    Thiago Nunes (Ceará)

    A demissão de Thiago Nunes do Ceará veio como consequência de eliminações no Campeonato Cearense e na Copa do Nordeste.

    O treinador, que havia chegado ao Vozão em 2021, teve sua demissão oficializada em 25 de março.

  • Bruno Pivetti (Goiás)

    Bruno Pivetti deixou o Goiás, em 24 de março, como consequência direta da saída de Paulo Autuori para o Internacional. Autuori, que deixou o Esmeraldino por decisão própria, havia sido o responsável pela contratação do treinador.

  • Dado Cavalcanti (Vitória)

    Dado Cavalcanti foi demitido em 17 de março, na esteira de uma eliminação no Campeonato Baiano. Ele havia chegado ao Leão em 2021 e, em dez jogos, acumulou três vitórias, cinco empates e duas derrotas.

  • Gustavo Florentín (Sport Recife)

    O treinador paraguaio estava há seis jogos sem vitórias no Sport, mas a eliminação do Sport na primeira fase da Copa do Brasil tornou sua situação insustentável na Ilha do Retiro. A demissão aconteceu em 3 de março de 2022.

  • Gilson Kleina (Ponte Preta)

    A queda de Gilson Kleina na Ponte Preta, sacramentada em 19 de fevereiro, veio como consequência direta de uma derrota para o arquirrival Guarani, pelo Paulistão. No final das contas, a mudança não evitou o rebaixamento da Macaca no estadual.

  • Fábio Carille Santos Mirassol Paulistão 17 02 2022

    Fábio Carille (Santos e Athletico)

    O trabalho de Fábio Carille não enchia os olhos do torcedor santista, mas tinha sido o suficiente para tirar o Peixe da ameaça de rebaixamento no Brasileirão do ano passado -- fazendo o clube até mesmo ter sonhos maiores. Em 2022, contudo, as críticas continuaram e a demissão de Carille da Vila Belmiro foi sacramentada, em 18 de fevereiro, após derrota santista para o Mirassol, no Paulistão.

    Em abril, o treinador foi anunciado como novo treinador do Athletico, mas após sete jogos no comando do clube paranaense, o técnico foi demitido, somando três vitórias e quatro derrotas.

  • Rafinha Mancini Grêmio Brasileirão 2021

    Vagner Mancini (Grêmio)

    Logo após o rebaixamento do Grêmio à segunda divisão do Campeonato Brasileiro em 2021, a diretoria tricolor garantiu que Vagner Mancini seguiria no comando em 2022.

    Não foi o que aconteceu. Em meio a uma grande insatisfação da torcida gremista, muito ainda pelo que havia acontecido no ano anterior, Mancini deixou o Grêmio em 14 de fevereiro.

  • Enderson Moreira Botafogo treino 2021

    Enderson Moreira (Botafogo e Bahia)

    Apesar do trabalho espetacular feito com o Botafogo em 2021, Enderson Moreira não conseguiu convencer o empresário John Textor, que no início de 2022 passou a ser o dono da SAF alvinegra, de que era o homem certo para tocar a mais nova fase do trabalho de reestruturação do Glorioso. A demissão de Enderson aconteceu em 11 de fevereiro.

    Após a demissão no Botafogo, Enderson treinou o Bahia, na Série B. O treinador comandou o Tricolor em 19 jogos, conquistando sete vitórias, seis empates e com sete derrotas. O aproveitamento foi de 47,3%. A demissão aconteceu no dia 1 de outubro.

  • Hélio dos Anjos (Náutico)

    Hélio e Náutico chegaram a um acordo para romperem com a parceria em 11 de fevereiro, depois que membros da comissão técnica de Hélio foram demitidos do clube pernambucano.

  • Claudinei Oliveira (Avaí)

    O Avaí tinha feito apenas seis jogos quando a diretoria anunciou, em 06 de fevereiro, a demissão de Claudinei Oliveira.

  • Sylvinho, São Paulo x Corinthians, Brasileirão, 18102021

    Sylvinho (Corinthians)

    Sylvinho foi a primeira grande demissão de técnicos em 2022. O treinador, ainda em início de carreira, nunca conseguiu ter a confiança da torcida, mas depois de receber reforços para o Brasileirão de 2021 conseguiu classificar o time para a Libertadores de 2022.

    Mesmo assim, as críticas seguiram na atual temporada e Sylvinho não resistiu a uma derrota por 2 a 1 frente ao Santos treinado por Fábio Carille... que pouco tempo depois também seria demitido do Peixe. A demissão de Sylvinho foi sacramentada no dia 03 de fevereiro.