Tite, Neymar e mais: Qatar será um termômetro para a Seleção

Comentários()
Arte Goal Brasil
Quais serão os fatores mais importantes para ficar de olho no amistoso desta quarta-feira (05), da Seleção?

Teste. No final das contas, esta é a função de jogos amistosos. Para o Brasil, às 21h30 desta quarta-feira (04), a partida contra o Qatar, em Brasília, servirá para ver como a equipe treinada por Tite está semanas antes da estreia na Copa América 2019, no próximo dia 14, contra a Bolívia. Acima de tudo será um termômetro para notarmos não apenas o lado técnico da Seleção, mas também como está o lado psicológico da equipe e de seu principal astro. Confira, abaixo, alguns fatores importantes para ficar de olho no duelo contra os campeões asiáticos!

O psicológico de Neymar

Neymar Brasil Seleção Granja Comary treino 04 06 2019(Foto: Getty Images)

Será a primeira partida do camisa 10 desde que surgiu a notícia da acusação de estupro, a qual o jogador já rebateu se dizendo inocente. A situação tem roubado as manchetes relacionadas à preparação do Brasil para o torneio que será disputado por aqui. O jogador, entretanto, treinou normalmente no período de atividades na Granja Comary, em Teresópolis, e está confirmado na equipe titular. Ele é o artilheiro (14 gols) e o maior garçom (15) da Seleção desde a chegada de Tite.

Situação pode afetar o grupo?

Seleção Brasil 04 06 2019(Foto: Getty Images)

Com Neymar sendo referência do time, Tite foi questionado na última segunda-feira como a equipe vai reagir às últimas notícias. O tema foi o mais abordado na parte final da preparação realizada na Granja Comary. Analisar a postura do time também será uma das possibilidades oferecidas por esse amistoso.

Comportamento dos torcedores

torcida_brasileira

A maneira como a torcida presente no estádio Mané Garrincha, em Brasília, pode reagir a esse cenário também pode dar pistas sobre como poderá ser o clima na disputa da Copa América.

Variações táticas

No período de 34 jogos desde que foi apontado como técnico, Tite tem usado uma variação de 4-3-3 com o 4-1-4-1. E ainda que em alguns momentos tenha sido possível ver traços de 4-2-3-1 pelo comportamento especialmente dos meio-campistas, esta tem sido uma opção menos comum. A equipe que Tite deverá mandar a campo deverá seguir esta toada, mas são várias as variações possíveis.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste por um mês grátis!

A melhor de todas talvez fosse para um 4-2-3-1, com Philippe Coutinho aberto pela ponta esquerda (onde ele mais rendeu ao longo da carreira, ao invés de mais recuado como meio-campista) e Neymar centralizando como meia cerebral (papel que desempenhou nesta temporada no PSG, antes de sua lesão), deixando Casemiro e Arthur mais atrás.

Uma outra, menos provável, seja um comportamento com três zagueiros, que ainda não foi utilizado por Tite. Mas o motivo que nos faz imaginar isso é Dani Alves: aos 36 anos, ele atuou a grande maioria de sua temporada do meio para a frente – e não como lateral. Quem poderia fazer o movimento como terceiro homem de zaga, neste caso, seria Casemiro.

Artilharias

Richarlison Neymar Brazil El Salvador Friendly 11092018(Foto: Pedro Martins/MoWa)

O que também está em jogo é a artilharia do Brasil no período posterior à eliminação do Mundial de 2018. Desde então, Neymar, Richarlison e Gabriel Jesus somam, cada um, três gols. E como eles estarão entre os titulares no ataque, dá para imaginar que um possa ultrapassar o outro. A pergunta é: quem?

Esta disputa pela artilharia vale para toda a era Tite como treinador do Brasil para Gabriel Jesus e Neymar. Neste momento, o camisa 10 tem um gol de vantagem em relação aos 13 do atacante do Manchester City.

Fechar