Tiago Nunes não garante permanência no Athletico após final da Copa do Brasil

Comentários()
NELSON ALMEIDA/AFP/Getty
O técnico alegou cansaço físico e mental, embora tenha demonstrado gratidão pelo excelente momento do time

O Athletico-PR foi derrotado, dentro de casa, por 1 a 0 para o Avaí, em duelo válido pela 19ª rodada do Brasileirão 2019. Apesar de ter entrado em campo com um time reserva neste domingo (15), já que está mais concentrado no duelo de volta da final a Copa do Brasil, quarta-feira (18), contra o Internacional, o resultado decepcionou por ter sido contra o lanterninha do certame. Mas além do resultado, o torcedor do Furacão ganhou um motivo para se preocupar. Após o duelo, o técnico Tiago Nunes colocou em dúvida o seu futuro no clube.

Considerado uma das maiores revelações para a função em nosso cenário, Tiago, que ano passado conquistou o estadual paranaense com o time de aspirantes, e no final do ano ajudou a equipe a levantar a Copa Sul-Americana, culpou o “cansaço físico e mental” que vem sentindo em meio ao ótimo trabalho realizado. Inclusive, parte considerável dos torcedores rubro-negros consideram o atual comandante o maior na história do clube.

Mais artigos abaixo

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

“Eu chego muito cansado mentalmente (na final). Mentalmente, motivado, vivendo este sonho, mas, fisicamente, extenuado. A vida de treinador é difícil porque, com esse calendário maluco, a gente joga demais e você tem que estar sempre inteiro. Você descansa de olhos abertos, então não consegue se recuperar fisicamente nunca. É o preço que se paga. Mas chego com muita fé, muito motivado. Depois do jogo contra o Internacional, vamos ver o que acontece, se vou conseguir descansar, se eu pego o boné ou se eu fico”, afirmou.

Vale destacar que Tiago não é um mero treinador. No Athletico, ele também acumula a função de manager, conversando muito com outros técnicos da base no clube: “Eu estou cansado pra caramba, bastante cansado, fisicamente bem cansado. O papel do treinador do Athletico não se resume a treinar o time. A gente tem um papel integrado com todas as categorias, então eu trabalho diretamente com os demais treinadores, trabalho com a direção. Tem um cara que é um braço direito e que segura toda a onda, que é o Paulo Miranda. Esse cara me ajuda demais. Mas estou em um limite físico, preciso cuidar da saúde. Fisicamente, estou muito cansado”.

O Athletico de Tiago Nunes termina o primeiro turno do Brasileirão na 10ª posição, com 26 pontos somados. Na Copa do Brasil, tem a vantagem do empate para garantir o título contra o Internacional, uma vez que venceu por 1 a 0 no duelo de ida, realizado na Arena da Baixada. Independente se vai continuar ou não no comando do clube, o treinador pode escrever mais um capítulo gigante na história athleticana nesta quarta-feira (18).

Fechar