Técnico do Newcastle se rende ao “brilhante” Firmino e Van Dijk exalta o brasileiro

Comentários()
Roberto Firmino Liverpool Newcastle 140919
Getty
O atacante começou no banco de reservas, poupado, mas entrou em campo para fazer a diferença em mais uma vitória do Liverpool

O Liverpool saiu atrás no placar para o Newcastle, neste sábado (14), em duelo realizado em Anfield pela quinta rodada da Premier League. Ainda no primeiro tempo, Mané empatou e, sob o ponto de vista goleador, foi o grande destaque da vitória por 3 a 1, que mantém os Reds com 100% de aproveitamento neste início de Campeonato Inglês. Entretanto, o grande craque em campo foi Roberto Firmino: se o jogo estava 1 a 1 no momento de sua entrada, aos 37 minutos do primeiro tempo, ao substituir o lesionado Origi, o brasileiro participou diretamente dos outros tentos que sacramentaram a vitória.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Poupado inicialmente para descansar, por causa dos compromissos realizados com a seleção brasileira, Firmino saltou ao campo e participou do segundo gol de Mané, e deu uma assistência espetacular para Salah finalizar a contagem – teria dado mais uma assistência para Mané, se o quarto gol não tivesse sido corretamente anulado. Após a vitória, Klopp elogiou a atuação de sua equipe e de Firmino, mas foi o treinador adversário, Steve Bruce, quem fez a principal referência ao camisa 9.

“Firmino fez uma diferença grande quando entrou. É um jogador brilhante”, disse o treinador do Newcastle.

O zagueiro Virgil van Dijk, um dos favoritos aos prêmios de melhor jogador do mundo, também não poupou elogios a “Bobby” Firmino e agradeceu aos céus por estar no mesmo time que o atacante: “Roberto Firmino é um jogador muito importante para todos nós. Ele está dificultando a vida para qualquer jogador de defesa no mundo. Ele é muito bom, e eu fico muito feliz por ele jogar no meu time”, disse à BT Sport.

“Óbvio que é muito importante conquistar os três pontos, mas foi difícil bater eles. Estar perdendo por 1 a 0 aqui não é bom, mas nós reagimos da maneira certa. Precisamos estar organizados”, completou.

Já Jürgen Klopp explicou por que poupou o camisa 9, e aproveitou para tranquilizar em relação à lesão de Origi: “Não queríamos ter deixado Bobby Firmino fora, mas às vezes é preciso ter a sensibilidade para fazer isso. Divock Origi torceu o tornozelo, mas não é nada sério”.

Fechar