Série B quer mais dinheiro com liga independente da CBF

YASUYOSHI CHIBA/AFP/Getty Images

Os clubes da Série B do Campeonato Brasileiro exigiram, na reunião dessa segunda-feira (28), um aumento na participação de cotas com a criação de uma liga independente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) nos próximos meses. A intenção é que haja uma diferença menor entre o que é pago para os integrantes da elite do futebol nacional e o que é entregue aos participantes da segunda divisão.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

O presidente do Avaí e da Associação Nacional de Clubes de Futebol (ANCF), Francisco José Battistotti, informou à Goal que houve o pedido durante o encontro que contou com a presença de representantes de clubes das Séries A e B.

"Os clubes da Série B exigiram uma receita mais semelhante à que é paga para os clubes da Série A. Nós queremos um valor mais parecido com o que é pago para os times da primeira divisão", disse em rápido contato telefônico com a reportagem.

Segundo apuração da Goal, a reunião dessa segunda-feira foi considerada satisfatória pelos dirigentes e algumas empresas já aparecem como potenciais interessadas em aportar no projeto. Os representantes dos clubes deixaram o encontro cientes de que precisam, agora, desenvolver as questões de governança, ou seja, escolher um presidente ou CEO, e em seguida, a divisão do dinheiro como um todo. A expectativa é ter alguém que não esteja ligado a nenhum clube neste momento.

Conforme a Goal também trouxe nos últimos dias, há um temor grande com relação ao Flamengo. Há quem acredite que o clube carioca pode se tornar um obstáculo em relação a harmonia na hora de aprofundar o debate sobre a divisão de verbas. Este tema, inclusive, deixa dentro da CBF um sentimento de otimismo de que a ideia fracasse.