Notícias Placares ao vivo
Brasil

Richarlison reforça carisma com atitudes extracampo: de doações às risadas

13:26 BRT 20/07/2019
Richarlison 20 07 2019
O atacante do Everton recentemente conseguiu arrecadar mais de seis toneladas de alimentos para pessoas carentes de sua cidade

Pode até haver jogador melhor do que Richarlison, que ao longo da conquista do Brasil na Copa América perdeu o status de titular com Tite (embora tenha feito, de pênalti, o gol do título sobre o Peru). Mas é difícil encontrar algum com maior carisma do que o atacante do Everton, ex-Fluminense e América-MG.

Sem atitudes forçadas, Richarlison atrai simpatia por passar a impressão de ser “gente como a gente”, algo cada vez mais raro em um futebol que transforma os atletas em verdadeiros astros do entretenimento mundial. A última delas foi uma doação de 6,4 toneladas de alimentos a famílias carentes de Nova Venécia, no Espírito Santo, cidade natal do atacante.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e faça o teste do serviço por um mês grátis!

Com o sorriso de moleque, as mãos fazendo o símbolo de tranquilidade com um ‘hang-loose’ e rodeado dos alimentos, arrecadados em um amistoso beneficente realizado na última semana, Richarlison comemorou o feito através de uma postagem em seu Instagram: “Foram 6,4 toneladas de alimentos arrecadados. Se existe a chance de fazer uma pequena diferença na vida de alguém, não pense duas vezes. Obrigado, mais uma vez, Nova Venécia e toda região!”, escreveu.

Abaixo, relembre outros momentos “gente como a gente” de Richarlison!

Comemoração por convocação

Cercado por crianças e familiares, em uma casa humilde de Nova Venécia. Sem ostentar roupas chamativas ou penduricalhos, olhos atentos de todos na televisão, onde Tite lia a lista de nomes chamados para a Copa América. Quando “Richarlison” foi falado, uma explosão de felicidade e abraços, cena que emocionou também vários brasileiros.

Zoeira com a caxumba

A campanha na Copa América, aliás, foi cercada de altos e baixos para o atacante, que inclusive precisou ficar em quarentena depois de ter diagnosticada uma caxumba. Recuperado ainda a tempo de voltar a defender a seleção, arrancou risos dos companheiros de time ao falar sobre o problema de saúde quando se reincorporou ao grupo.

“Primeiramente, tenho que agradecer a Deus, por estar aqui de novo, depois agradecer a vocês pela força, porque... ficar três dias lá trancado é coisa de maluco! Não via a hora de sair do quarto”, disse.

Esquecendo o nome da bisavó

Um momento que poucos imaginariam que aconteceria, arrancando gargalhadas de jornalistas, telespectadores e até mesmo (e mais uma vez) outros jogadores da seleção brasileira: em meio às comemorações pelo título da Copa América, no Maracanã, Richarlison dedicou a conquista à sua bisavó. Perguntado pelo nome da homenageada, a resposta veio com riso: “esqueci”.

Depois, ainda entre risos, o atacante lembrou o nome da bisa: “dona Julita!”.