Notícias Placares ao vivo
Internacional

Ramírez contra a parede no Inter: ou time melhora, ou será demitido

20:10 BRT 07/06/2021
Miguel Ángel Ramírez - Fortaleza x Inter Brasileirão 06062021
Semana após vexame para o Fortaleza começa com reuniões, cobranças e 'prazo' para Colorado evoluir em campo

A segunda-feira do Inter foi de muitas cobranças dentro e fora do vestiário colorado. Começou na madrugada, quando do desembarque da delegação colorada em Porto Alegre, após a goleada de 5 a 1 sofrida para o Fortaleza. Torcedores que aguardavam a delegação no saguão do Aeroporto Salgado Filho tentaram agredir os jogadores que passavam em direção ao ônibus.

A situação só não foi pior porque existia um pequeno efetivo da Polícia Militar que evitou um tumulto maior. O que chamou a atenção é que, em outros momentos de crise, era permitido o ônibus dos clubes pegassem os jogadores na pista do aeroporto, evitando justamente este tipo de confronto com os torcedores revoltados.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Na parte da tarde, uma das reuniões foi entre o departamento de futebol, liderado por João Patrício Herrmann e o técnico Miguel Ángel Ramírez, que teve por objetivo cobrar um melhor desempenho do time nos próximos jogos. O planejamento de preservar mais de meio time no jogo contra o Fortaleza também foi cobrado pelos dirigentes e ficou definido que isto não irá mais se repetir, pelo menos nas próximas partidas.

A outra cobrança feita é de que Ramírez defina o time titular e que repita a escalação nos próximos jogos. Até o momento, o treinador colorado disputou 21 partidas, e em nenhuma delas repetiu a escalação.

Ficou estabelecido também que o capitão Taison irá tentar restabelecer o elo de confiança entre os jogadores e o técnico Miguel Ángel Ramírez. Está claro para a direção que os jogadores não estão conseguindo entender o que pede o treinador espanho, e isto vem abalando a relação entre o grupo e comandante.

A última reunião que aconteceu no CT Parque Gigante foi do Conselho de Gestão do clube, que tem como peça principal o presidente Alessandro Barcellos. Este conselho de gestão é composto por cinco integrantes - o presidente e mais quatro conselheiros - que determinam os rumos a serem tomados no clube.

A certeza é de que todos do conselho de gestão estão insatisfeitos com o trabalho de Miguel Ramírez, e ficou definido que ele terá mais dois jogos para apresentar melhoras no time colorado.

As próximas partidas serão contra o Vitória, jogo de volta da Copa do Brasil, onde um empate já garante a classificação colorada. E o jogo contra o Bahia, no próximo final de semana, pelo Campeonato Brasileiro. Ou o time melhora o rendimento ou o treinador será demitido.

O que a reportagem da Goal também apurou é que a multa rescisória, em caso de demissão de Ramirez, é inferior a dois milhões de dólares.

“O Inter não é refém do Ramirez, o time tem que melhorar nos dois próximos jogos, isto foi estabelecido no dia de hoje. Tem a Copa do Brasil e o Bahia, tem que melhorar. Ficar fora da Copa do Brasil seria uma catástrofe.  A multa de rescisão de contrato não é de dois milhões de dólares (R$ 10 milhões na cotação atual) como disseram: ela não chega a um milhão de dólares, isto é uma questão de contrato que vale para os dois lados”, disse uma fonte ligada à direção, que pediu para não ser identificada.

A sensação no momento, acompanhando os bastidores do colorado nesta segunda-feira, é de que é uma questão de tempo para que o Inter anuncie a demissão da comissão técnica liderada pelo espanhol Miguel Ángel Ramírez.