Raio-X: como o Flamengo marca e sofre gols

Comentários()
Arrascaeta Gabigol Bruno Henrique Everton Ribeiro Flamengo Al Hilal Mundial de Clubes 17 12 2019
Getty
Antes da final do Mundial de Clubes, contra o Liverpool, confira como o Rubro-Negro sofreu e fez sofrer no Brasileirão

O Flamengo não chega com favoritismo para a final do Mundial de Clubes, neste sábado (21), contra o Liverpool, mas já provou ao longo da atual temporada que briga até o fim e, além disso, a forma como faz seus gols encaixa com a maneira que o Liverpool mais sofre os seus.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Confira, abaixo, um raio-x com números do Brasileirão, levantados junto à Opta Sports, que mostram como o Flamengo mais faz e sofre gols!

Como o Flamengo faz seus gols

Bruno Henrique Gabigol Flamengo 17 08 2019 (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

No caminho até o título brasileiro, o Flamengo teve o melhor ataque isolado: foram 85 gols, sendo 25 de Gabigol e 21 de Bruno Henrique.

Em 38 rodadas, o Rubro-Negro dividiu a construção de seus gols mais em escanteios (12%) e jogadas com a bola em movimento (72%). A boa notícia, uma vez que a fraqueza do Liverpool é maior pelo lado direito, é que em 49% das vezes o gol aconteceu pelo lado esquerdo de seu ataque.

A equipe inglesa também costuma construir suas vitórias na reta final do primeiro tempo: 29% de seus gols na Premier League aconteceram entre o minuto 31 e 45. Entretanto, o time de Klopp também vai mostrando força em gols tardios que evitam derrotas.

Assim como o Liverpool, o Flamengo costuma marcar a maioria de seus gols na reta final do primeiro tempo: 27% das vezes aconteceram entre os minutos 31 e 45. Mas vale destacar que em 23% das vezes o Fla balança as redes entre os minutos 76 e 90, mais um bom sinal – uma vez que os ingleses sofrem mais gols nos últimos minutos.

Como o Flamengo sofre seus gols

Jorge Jesus Flamengo Ceará Brasileirão 27 11 2019 (Foto: Getty Images)

Uma curiosidade é que, assim como faz, o Flamengo também sofre mais gols nas retas finais de primeiro e segundo tempo: 22% para cada faixa de tempo.

Apesar das falhas mais recentes pelo lado esquerdo, o Flamengo sofreu 20% de seus gols pelo flanco direito de sua defesa. É por ali que Mohamed Salah, do Liverpool, irá buscar suas chances. Em 65% das vezes, os gols foram sofridos com a bola em movimento. Em lances de bola parada, o Fla foi castigado três vezes em escanteios, duas em jogadas oriundas de faltas e sofreu um gol de falta – além de seis pênaltis.

Fechar