“Quem não estiver contente, tem que trabalhar para reverter”, diz Valverde sobre Coutinho

Comentários()
Getty Images
O treinador do Barcelona falou sobre o brasileiro, titular na derrota por 2 a 1 para o Leganés, mas que não vem sendo titular recentemente

O Barcelona se complicou nas oitavas de final da Copa do Rei, ao perder por 2 a 1 para o Leganés no duelo de ida, realizado nesta quinta-feira (10). Desta forma, a equipe treinada por Ernesto Valverde precisará mais do que nunca de Messi e Suárez, protagonistas do time, no duelo de volta que será realizado no próximo dia 17.

Para evitar desgastes no elenco, Valverde escalou um time misto nesta quinta-feira  e a verdade é que a derrota ficou até barata pela forma como atuaram os catalães – em um sistema de três zagueiros que não impediu as chegadas do Leganés. Apesar de ter feito, de pênalti, o gol do Barça, Philippe Coutinho teve a sua atuação criticada por parte da imprensa espanhola.

Nos seus últimos cinco jogos, Coutinho foi reserva em três ocasiões. Perguntado o motivo pelo qual deixou a maior contratação da história do clube no banco, Valverde falou grosso: quem não está satisfeito com a sua situação, precisa trabalhar. Entretanto, garantiu que imagina um Coutinho cada vez mais decisivo.

“Quando Dembélé não estava jogando, todo mundo me perguntava por ele. Agora Dembélé joga, e o Coutinho não e a situação se inverte. O que os jogadores precisam fazer é trabalhar para mudarem a sua situação. Hoje eles jogaram juntos”, afirmou.

“Se alguém não estiver contente, tem que trabalhar para reverter. Mas vamos, tanto um quanto o outro sempre jogam quase sempre. Coutinho nos dá muito e nos dará muito, e vou dizer o mesmo de Dembélé. É uma pergunta repetitiva, com nomes que variam”.

“Agora nós precisamos ver o que faremos no jogo de volta. Nós temos muita esperança nesta Copa. Ter jogos de ida e volta condiciona os jogadores que jogam e também precisávamos ver como alguns jogadores competem”.

Fechar