Quem é Renata Silveira, primeira narradora da história da Rede Globo?

Última atualização

Renata Silveira mal chegou no Grupo Globo e já escreveu seu nome na história da empresa. Ela é a primeira mulher a comandar uma transmissão de futebol nos canais da emissora carioca. Contratada no fim dezembro de 2020, a narradora fez sua estreia no 10 de março, na goleada do Botafogo por 5 a 0 contra o Moto Club, válido pela Copa do Brasil. Em sua primeira transmissão no Grupo Globo, Renata Silveira teve a companhia de Renata Mendonça e Paulo Vinícius Coelho nos comentários.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Poucos meses após a primeira narração na emissora, Renata Silviera participou de um momento histórico do futebol. Ela estava na narração da partida entre Dinamarca e Finlândia, válida pela Euro 2020, no dia 12 de junho, marcada pelo mal súbito de Christian Eriksen.

A narradora soube conduzir muito bem a situação inusitada e chocante. Ao lado de Paulo Nunes e Ana Thaís Mattos nos comentários do jogo, segurou a transmissão quando o jogo foi paralizado para o atendimento ao dinamarquês com calma e serenidade para informar o telespectador apenas com as notícias oficiais que surgiam sobre a situação do atleta.

Nas redes sociais, o trabalho de Renata Mendonça naquela partida, que terminou 1 a 0 para os finlandeses, foi muito elogiado. Ela agradeceu as mensagem de apoio e elogio.

A Globo já conta com comentaristas mulheres, como Ana Thaís Matos, Renata Mendonça, que faz sua estreia na TV Globo nesta segunda-feira, no amistoso entre Brasil e Canadá, e Fernanda Colombo, mas nunca antes nenhuma mulher havia narrado partida alguma de futebol, seja na TV aberta, TV fechada ou pay-per-view (Premiere).

"O espaço para as mulheres vem crescendo bastante. Isso depende de oportunidades, porque a gente tem muitas mulheres capacitadas para estarem ali, mas às vezes não tem a oportunidade. Os veículos, não só a Globo, estão abrindo os olhos para as mulheres", afirmou Renata ao Globo Esporte.

Formada em educação física com pós-graduação em jornalismo esportivo, Renata é carioca e tem 31 anos. Começou a sua carreira justamente no Grupo Globo, mas no rádio. Em 2014, ela participou e venceu um concurso cujo o prêmio era narrar dois jogos na Copa do Mundo daquele ano: Uruguai 1 x 3 Costa Rica e Croácia 1 x 3 México.

A primeira transmissão na televisão foi somente quatro anos depois, na Copa do Mundo da Rússia. Selecionada pelo Fox Sports para narrar alguns jogos, foi a voz de Brasil 1 x 1 Suíça, Brasil 1 x 2 Bélgica e da final França 4 x 2 Croácia. Após o Mundial, foi contratada em definitivo pela emissora.

Além dos Mundiais, Renata Silveira leva na bagagem experiências narrando ligas nacionais da Europa, jogos de Libertades (feminina e masculina), Liga Europa, Liga dos Campeões Feminina e muito mais. No Fox Sports, a narradora também apresentava alguns programas.

A última transmissão de Renata nos canais do Grupo Disney aconteceu no dia 7 de dezembro, quando ela narrou a conquista do Corinthians no Brasileirão Feminino. O Alvinegro venceu o Avaí/Kindermann por 4 a 2 e se consagrou bicampeão do torneio.

Mais artigos abaixo

Renata se junta a um time de narradores recheados de grandes talentos. O Grupo Globo conta com nomes como Galvão Bueno, Cléber Machado, Luís Roberto, Luís Carlos Jr., Milton Leite, Gustavo Villani (que também é a voz do FIFA 21), Everaldo Marques (contratado no início de 2020), entre outros.

Confira algumas narrações de Renata Silveira, a nova voz da Globo.