PSG é acusado de "registro étnico" de seus jogadores

Comentários()
O PSG divulgou um comunicado em resposta às acusações de discriminação racial nas categorias de base

Nesta quinta-feira (08), o site francês Mediapart divulgou um dossiê feito pelo projeto Football Leaks destacando denúncias envolvendo o Paris Saint-Germain e o modo de recrutamento do clube nas categorias de base. As informações divulgadas relatam discriminação racial por parte do time durante a seleção dos atletas.

Logo após a publicação, o PSG emitiu um comunicado e destacou que uma investigação interna foi aberta assim que os funcionários tomaram conhecimento das ações. O clube disse se comprometer em esclarecer e punir os culpados. 

"A direção nunca teve conhecimento de um sistema de registro étnico nos departamentos de recrutamento e nem autorizava. Tendo em vista as informações mencionadas, essas formas traem o espírito e os valores do Paris Saint-Germain”, ressaltou.

A investigação interna mencionada pelo clube segue em andamento. Até o momento ainda não houve condenação, pedido ou sanção. 

No comunicado, o PSG destacou que tomará medidas para evitar que novas práticas se repitam:

  • Definir uma metodologia de recrutamento controlado: a Gerência, os Recursos Humanos e o Departamento de Observação estão trabalhando na definição de um novo procedimento de seleção para jovens atletas, aplicado por todos os recrutadores do clube e monitorando regularmente. 
  • Estabelecer um Código de Conduta: Este código reafirmará os valores e práticas éticas a serem respeitadas, além da seção de esportes, por todos os funcionários do Clube. 
  • Estabelecer um procedimento de alerta ético: um procedimento de alerta de ética será estabelecido para permitir a coleta de relatórios para análise e tratamento, garantindo a proteção efetiva das pessoas em sua origem. O procedimento desempenhará um papel central na manutenção e desenvolvimento de boas práticas. Será também uma forma de o Paris Saint-Germain se proteger sendo informado sobre comportamentos e práticas antiéticas, incluindo negociações. 
  • Reforçar a promoção da cultura ética entre todos os funcionários do Clube: sob a responsabilidade da Gerência, os Recursos Humanos irão implementar programas de conscientização que visam desenvolver a cultura ética e promover a adoção de boas práticas e garantir sua aplicação.

Próximo artigo:
Com dores no joelho, Diego Souza está fora do duelo entre São Paulo e Vasco
Próximo artigo:
Cavani se irrita com pergunta e nega problema com Neymar em amistoso: "Não foi nada"
Próximo artigo:
PSG solta comunicado enigmático e não define prazo para volta de Neymar e Mbappé
Próximo artigo:
Lenda do freestyle dá show na frente de Ronaldinho e diz que ele é uma "inspiração"
Próximo artigo:
Manchester City está na frente do Barcelona na briga por promessa do Ajax
Fechar