Notícias Placares ao vivo
Flamengo

O que mudou com Gabigol e Bruno Henrique do Santos para o Flamengo?

18:08 BRT 12/09/2019
Gabigol Bruno Henrique Flamengo 12 09 2019
Os atacantes vivem o auge de suas carreiras, e reencontrarão a ex-equipe em jogo que vale a liderança do Brasileirão

O duelo entre Flamengo e Santos, marcado para às 17h deste sábado (14), pela 19ª rodada, a última do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, reúne líder e vice-líder do torneio. Será, também, o reencontro de dois ex-atacantes do Peixe, que hoje vivem as melhores fases de suas respectivas carreiras pelo Rubro-Negro: Gabigol e Bruno Henrique eram importantes na Vila Belmiro, mas chegaram a um nível ainda superior no Maracanã.

Gabriel foi artilheiro do Santos na temporada passada, ao anotar 18 gols em 35 jogos no Brasileirão. Com 21 duelos a menos, ele já balançou as redes 15 vezes e já superou o número de assistências dadas, de dois para três. Já Bruno Henrique, que em 2018 conviveu com muitas lesões e não conseguiu apresentar o seu melhor, teve melhora considerável no Fla: saltou de um gol para sete e manteve as médias de chances criadas. O desempenho não apenas na Série A, mas também na Libertadores, o levaram à seleção brasileira.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Ainda que fossem peças importantes no Santos de 2018, treinado por Jair Ventura e depois Cuca, Gabriel e Bruno Henrique são exemplos do quanto individualidades crescem quando estão acompanhadas por um grupo de qualidade. Afinal de contas, com uma capacidade de investimento consideravelmente maior em relação ao clube da Vila Belmiro, o Rubro-Negro dispõe de um dos elencos de melhor nível nas Américas.

Gabigol Gols/jogo Assist/jogo Passes-chave/J Passes/J
Santos 2018 0,51 0,05 1,02 27,02
Flamengo 2019 1,07 0,2 0,9 39,5

Em 2019, no Brasileirão, Gabigol duplicou a sua média de gols, quadruplicou o número de assistências e ainda participa mais através de passes. Bruno Henrique desandou a fazer gols, manteve a média como garçom, mas tem sido ainda mais perigoso e participativo.

Bruno Henrique Gols/jogo Assist/jogo Passes-chave/J Passes/J
Santos 18 0,03 0,1 0,7 18,3
Flamengo 19 0,4 0,1 0,8 20,3

No clube carioca, os jogadores atuam basicamente nas mesmas posições que sempre estiveram - alternando participação pelas pontas com a função de centroavante. Sob o comando de Abel Braga, já decidiam em meio a um time que deixava a desejar. A partir do momento em que Jorge Jesus chegou, revolucionando a maneira de jogar do time, a evolução da dupla acompanhou a de todo o time. Do outro lado, Jorge Sampaoli vem tirando o máximo que consegue de um Santos que encanta por conseguir bons resultados apesar de um conjunto considerado como mediano.

É um exercício de imaginação imaginar como o Peixe estaria se tivesse, hoje, a dupla de ataque sob o comando do argentino. Mas a realidade indubitável é que, vestidos de preto e vermelho, tanto Gabigol quanto Bruno Henrique alcançaram um nível maior: levam mais perigo para os adversários, participam mais das ações de jogo e decidem partidas como jamais haviam feito antes.